Postado em 27 de Novembro de 2018 às 08h42

Após um ano e meio, médica cubana deixa o município de Xaxim

Saiba mais sobre processo de escolha do novo profissional do Programa Mais Médicos que atenderá em Xaxim

Por Raphael Spiller

Xaxim – O fim do convênio com o governo de Cuba fez com que os médicos cubanos do Programa Mais Médicos, do governo federal, deixassem o Brasil. 

A médica cubana Tatiana Matos Dominguez, trabalhou por um ano e meio no município de Xaxim. Atualmente ela trabalhava na Unidade de Saúde ESF Ari Lunardi, e com o fim do acordo do Ministério da Saúde, retornou à república socialista na semana passada. 

De acordo com o Secretário municipal de Saúde, Davi Provenzi Machado, a médica era frequentemente elogiada pela população xaxinense. “O trabalho dela era bem feito. Ela era muito prestativa e a população dizia que ela realizava bons atendimentos. O português dela era bom e claro, fácil de compreender, sendo que o idioma é um dos principais entraves para a adaptação dos médicos estrangeiros aqui no Brasil”, ressaltou o secretário. 

Agora, de acordo com o secretário, Xaxim deve receber uma nova médica do programa Mais Médicos. “No final de semana recebi do Governo do Estado o nome do primeiro profissional de medicina cadastrado para o município de Xaxim. É uma médica do estado do Mato Grosso do Sul. O município vai avaliar, e se por algum motivo não aceitar, a próxima pessoa da lista inscrita para trabalhar em Xaxim seria avaliada”, explica Davi, que destaca que em cerca de 20 a 30 dias um novo médico do programa Mais Médicos deve estar atuando no município.
 

Veja também

Amai lança plataforma de cursos presenciais e ensino a distância26/04/19 A educação e sua forma de absorção segue em constante evoluções. O ensino ultrapassou as barreiras físicas e através da tecnologia, pode ser acessado em qualquer ambiente e horário, flexibilizando......
Não há vacina pentavalente, informa Secretaria de Saúde de Xaxim04/09/19 Nos últimos dias, os postos de vacinação municipal apresentaram a falta de um insumo importante. A vacina pentavalente, aplicada em crianças de dois, quatro e seis meses de idade e que protege contra difteria, coqueluche, hepatite......

Voltar para Cidades