Postado em 27 de Novembro às 12h02

Boatos sobre fechamento da Aurora se espalham em Xaxim

População xaxinense especula sobre fechamento do Frigorífico da cidade

Xaxim – “O pessoal escuta uma coisa e sai falando outra” diz uma fonte, ligada a Aurora, e que pediu para permanecer anônimo ao conceder entrevista à nossa reportagem. Boatos sobre a não renovação do contrato entre a Cooperativa Central Aurora e a Massa falida da Chapecó Alimentos se espalharam pelo município de Xaxim no final de semana.

Os boatos ganharam força após a notícia da diminuição de um dos turnos da fábrica de ração da Aurora. “Neste caso a empresa que trabalhava em três turnos optou por trabalhar em apenas dois. Por isso ocorreram algumas demissões, mas isso é uma decisão da empresa”, informa a fonte.

O incubatório da empresa, localizado no Distrito de Vila Diadema, em Xaxim, também teve redução de pessoal, mas de acordo com a empresa, foram decisões de gestão. Cabe ressaltar que o setor agropecuário nacional se recupera de uma crise que ocorre há mais de ano. 

O Presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Indústria de Carne de Xaxim, Pedro Kalinoski, também afirma que as especulações são apenas boatos. “Sempre somos os primeiros a saber se houvesse algo com relação ao fechamento do frigorífico. Portanto, acredito que sejam apenas boatos”, disse o presidente por telefone. Sobre as demissões, Kalinoski destacou que apesar de a empresa ter demitido alguns de seus funcionários do incubatório e da fábrica de ração, houve propostas para que continuassem na empresa em outras áreas do frigorífico. “Para alguns foi dado outras alternativas, o que reafirma de que seriam apenas boatos”. 

Ledinho Curtarelli, presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Xaxim e Lajeado Grande, também disse que se assustou com os boatos, mas que não possui informação que o leve a crer que seja verdade. 

Não houve abate na segunda-feira
A Aurora não realizou abates nesta segunda-feira (26), o que involuntariamente gerou mais comentários em Xaxim. O motivo, de acordo com o sindicato, foi uma troca de folgas de um dia para o outro. 

Veja também

Voltar para Cidades