Santa Catarina dá início à colheita do arroz com lançamento de novo cultivar

Segundo maior produtor nacional de arroz, Santa Catarina abre a colheita do grão com o lançamento de novo cultivar. É o SCS 125 da Epagri, que foi apresentado aos produtores nesta sexta-feira, 19, durante o Dia de Campo da Cooperativa Regional Agropecuária Vale do Itajaí (Cravil), em Rio do Sul. O evento contou com a presença do secretário de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural, Altair Silva, e fez parte também das comemorações de 50 anos da Cravil.

"A abertura da colheita do arroz representa um marco para o agronegócio catarinense, um dia a ser celebrado. É o resultado de um trabalho coletivo que envolve produtores rurais, cooperativas, Governo do Estado e nossos técnicos e pesquisadores da Epagri. Comemoramos ainda o lançamento de um novo cultivar de arroz irrigado com características de alto índice de produtividade, que foram observadas já nas primeiras colheitas. Isso demonstra que o setor produtivo vem inovando, buscando novas tecnologias e aumentando cada vez mais a qualidade e produtividade em nossas lavouras", destaca o secretário Altair Silva.



O SCS 125 é 33º cultivar lançado em Santa Catarina e foi desenvolvido pela Estação Experimental da Epagri em Itajaí (EEI) - referência nacional em pesquisa pública com o grão. Entre as principais características deste arroz estão o alto potencial produtivo, boa qualidade de grãos, ciclo longo (tardio), resistência ao acamamento e bom nível de sanidade geral.

Segundo a presidente da Epagri, Edilene Steinwandter, o lançamento é mais uma prova da excelência catarinense nas pesquisas voltadas à cadeia produtiva de arroz. “Tanto esse, quanto nossos outros cultivares do grão, foram desenvolvidos pensando nas necessidades dos rizicultores catarinenses e buscam oferecer mais produtividade e sustentabilidade nas lavouras. O resultado desse trabalho se vê no campo, com Santa Catarina se firmando cada vez mais como um dos maiores produtores de arroz do Brasil”, declara.

Sanidade como diferencial produtivo

O engenheiro agrônomo da Agrogiusti, Edivani E. Coelho, já começou a plantar o SCS125 nos campos da empresa produtora de sementes de arroz e os resultados são promissores. A sanidade é um dos destaques.

De acordo com o engenheiro agrônomo, mesmo com condições climáticas favoráveis ao surgimento de doenças, com dias nublados e chuvosos, o material manteve a qualidade em relação a outros cultivares produzidos na empresa “A avaliação do desempenho do cultivar até o momento é muito boa, estamos muito satisfeitos, a expectativa é boa com relação à produtividade, sanidade e qualidade da semente”, relata.

Safra de arroz em Santa Catarina

Santa Catarina espera colher 1,18 milhão de toneladas de arroz nesta safra em 7,9 mil hectares plantados. A produção está concentrada na região de Araranguá, principalmente nos municípios de Turvo e Meleiro.

O arroz se tornou ainda um importante item na pauta de exportações catarinense. Em 2020, os embarques aumentaram mais de 600% em relação ao ano anterior, totalizando US$20,4 milhões em faturamento e 48,2 mil toneladas vendidas. Os principais compradores do arroz produzido no estado foram África do Sul, Guatemala e Senegal.

PORTAL DX - O melhor da informação da Região Oeste de Santa Catarina Santa Catarina dá início à colheita do arroz com lançamento de novo cultivar Segundo maior produtor nacional de arroz, Santa Catarina abre a colheita do grão com o...
Postado em 05 de Junho de 2019 às 10h11

Cordilheiraltenses "abraçam" nascente do Lajeado São José

PORTAL DX - O melhor da informação da Região Oeste de Santa Catarina Coordenados pelo Consórcio Iberê e pela EPAGRI de Cordilheira Alta, Alunos de escolas do município e de Chapecó promoveram nesta semana o...

Coordenados pelo Consórcio Iberê e pela EPAGRI de Cordilheira Alta, Alunos de escolas do município e de Chapecó promoveram nesta semana o "abraço" simbólico à nascente principal do lajeado São José que abastece Cordilheira Alta, Chapecó e demais cidades da região. Toda a área localizada no Bairro Rosa Linda, perímetro urbano de Cordilheira Alta, conta com uma cerca de proteção e placas indicando que o local é de preservação permanente e, portanto, intocável.
O evento contou também com a presença do prefeito de Cordilheira Alta, Carlos Alberto Tozzo, Secretários e Vereadores do município, o prefeito de Chapecó e presidente do consórcio Iberê, Luciano Buligon, Polícia Militar Ambiental, juntamente com os jovens do programa Protetor Ambiental de Chapecó, representantes da CASAN e da sociedade de Cordilheira Alta.
A coordenadora do projeto no município, Engª Agrônoma da EPAGRI, Cliciana Bertoldi, explica que o trabalho de proteção já se iniciou há mais de 10 anos. “O projeto Mata Ciliar é do Consórcio Iberê, conta com recursos da Casan e o apoio dos municípios. Consiste basicamente na recuperação da mata ciliar, com o plantio de árvores nas áreas degradadas e a proteção das regiões com a construção de cercas de contenção. Em Cordilheira Alta nós já iniciamos em 2006 este trabalho e temos mais de 40 propriedades contempladas, onde os agricultores recebem todo o material necessário e realizam a recuperação e a proteção sob a nossa assessoria. Aqui, especificamente, nesta área onde realizamos o evento do abraço simbólico, foi um grande desafio ela pois envolve diversos proprietários é uma área urbana, todas questões que dificultaram um pouco o processo. Por isso foi especial a ação desta terça-feira, pois foi uma conquista, foi mais etapa muito importante do projeto concluída”, finaliza. 

Veja também

Josiel Battisti é o novo diretor de Obras e Serviços Urbanos03/05/19 O prefeito Gilberto Angelo Lazzari, assinou nesta quinta-feira (02), o decreto de nomeação do novo diretor de Obras e Serviços Urbanos, Josiel Battisti que trabalhou por dois anos e quatro meses como assessor de governo, assumiu a partir de hoje os trabalhos nesta pasta que é responsável pela limpeza pública da cidade. De acordo com o novo diretor, este é um......

Voltar para Cidades