Santa Catarina dá início à colheita do arroz com lançamento de novo cultivar

Segundo maior produtor nacional de arroz, Santa Catarina abre a colheita do grão com o lançamento de novo cultivar. É o SCS 125 da Epagri, que foi apresentado aos produtores nesta sexta-feira, 19, durante o Dia de Campo da Cooperativa Regional Agropecuária Vale do Itajaí (Cravil), em Rio do Sul. O evento contou com a presença do secretário de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural, Altair Silva, e fez parte também das comemorações de 50 anos da Cravil.

"A abertura da colheita do arroz representa um marco para o agronegócio catarinense, um dia a ser celebrado. É o resultado de um trabalho coletivo que envolve produtores rurais, cooperativas, Governo do Estado e nossos técnicos e pesquisadores da Epagri. Comemoramos ainda o lançamento de um novo cultivar de arroz irrigado com características de alto índice de produtividade, que foram observadas já nas primeiras colheitas. Isso demonstra que o setor produtivo vem inovando, buscando novas tecnologias e aumentando cada vez mais a qualidade e produtividade em nossas lavouras", destaca o secretário Altair Silva.



O SCS 125 é 33º cultivar lançado em Santa Catarina e foi desenvolvido pela Estação Experimental da Epagri em Itajaí (EEI) - referência nacional em pesquisa pública com o grão. Entre as principais características deste arroz estão o alto potencial produtivo, boa qualidade de grãos, ciclo longo (tardio), resistência ao acamamento e bom nível de sanidade geral.

Segundo a presidente da Epagri, Edilene Steinwandter, o lançamento é mais uma prova da excelência catarinense nas pesquisas voltadas à cadeia produtiva de arroz. “Tanto esse, quanto nossos outros cultivares do grão, foram desenvolvidos pensando nas necessidades dos rizicultores catarinenses e buscam oferecer mais produtividade e sustentabilidade nas lavouras. O resultado desse trabalho se vê no campo, com Santa Catarina se firmando cada vez mais como um dos maiores produtores de arroz do Brasil”, declara.

Sanidade como diferencial produtivo

O engenheiro agrônomo da Agrogiusti, Edivani E. Coelho, já começou a plantar o SCS125 nos campos da empresa produtora de sementes de arroz e os resultados são promissores. A sanidade é um dos destaques.

De acordo com o engenheiro agrônomo, mesmo com condições climáticas favoráveis ao surgimento de doenças, com dias nublados e chuvosos, o material manteve a qualidade em relação a outros cultivares produzidos na empresa “A avaliação do desempenho do cultivar até o momento é muito boa, estamos muito satisfeitos, a expectativa é boa com relação à produtividade, sanidade e qualidade da semente”, relata.

Safra de arroz em Santa Catarina

Santa Catarina espera colher 1,18 milhão de toneladas de arroz nesta safra em 7,9 mil hectares plantados. A produção está concentrada na região de Araranguá, principalmente nos municípios de Turvo e Meleiro.

O arroz se tornou ainda um importante item na pauta de exportações catarinense. Em 2020, os embarques aumentaram mais de 600% em relação ao ano anterior, totalizando US$20,4 milhões em faturamento e 48,2 mil toneladas vendidas. Os principais compradores do arroz produzido no estado foram África do Sul, Guatemala e Senegal.

PORTAL DX - O melhor da informação da Região Oeste de Santa Catarina Santa Catarina dá início à colheita do arroz com lançamento de novo cultivar Segundo maior produtor nacional de arroz, Santa Catarina abre a colheita do grão com o...
Postado em 02 de Janeiro de 2019 às 22h17

Esmeraldino assume Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Sustentável

Debruçados sobre os programas e ações da Secretária há pelo menos 25 dias, desde que foi convidado a assumir o cargo, Esmeraldino e sua equipe mapearam os principais pontos fortes e definiram estratégias que irão nortear a nova gestão. 

Uma gestão participativa, com transparência, inovação e voltada para resultados. Com este propósito, o novo secretário, Lucas Esmeraldino, assume a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável e Turismo. A solenidade ocorreu na quarta-feira (02), no gabinete do Governador, Carlos Moisés da Silva, juntamente com a vice, Daniela Reinehr e demais secretários.


Debruçados sobre os programas e ações da Secretária há pelo menos 25 dias, desde que foi convidado a assumir o cargo, Esmeraldino e sua equipe mapearam os principais pontos fortes e definiram estratégias que irão nortear a nova gestão.

Estruturadas em cinco pilares estratégicos, as ações têm como missão de potencializar e dar visibilidade aos programas existentes. Na visão do novo secretário, a Secretaria e suas áreas vinculadas, terão um papel fundamental frente ao desenvolvimento econômico e turístico de Santa Catarina.

Cinco são os pilares estratégicos: modelo de governança e transparência; acompanhamento de projetos e programas; identidade e apresentação visual; potencialização dos programas de atratividade de investimentos e dinamização de processos.

“Com inovação e uso da tecnologia vamos construir uma gestão participativa, transparente e voltada para resultados que serão permanentemente mensurados, acompanhados de perto”, destacou o secretário.

A SDS que atua em três principais frentes: inovação e tecnologia; empreendedorismo e meio ambiente, agregou também o setor turístico do Estado. Estão sob o guarda-chuva da Secretaria programas como Juro Zero, SC Mais Energia, SC Bem Mais Simples, gestão de Recursos Hídricos e Sólidos e a implantação dos Centros de Inovação.

“A ideia é dinamizar os processos, fazendo o uso da tecnologia e inovação, para desburocratizar os entraves e ampliar a atração de negócios, bem como, a expansão das atividades econômicas instaladas no Estado, fomentando o desenvolvimento e atraindo investidores para o Estado. O setor produtivo e o trade turístico têm um papel fundamental na ampliação de investimentos e atratividade catarinense. Queremos incentivar a indústria moderna, jovens talentos, tecnologia, e a internacionalização do Estado”, destaca Esmeraldino.

A SDS tem ainda uma importante capilaridade no Estado por meio de suas vinculadas: o Instituto do Meio Ambiente (IMA), Instituto de Metrologia de Santa Catarina (IMETRO), Junta Comercial de Santa Catarina (JUCESC), Centro de Informática e Automação do Estado de Santa Catarina (CIASC), Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc), Agência de Regulação de Serviços Públicos de Santa Catarina (ARESC) e Santa Catarina Turismo (Santur).


Fotos: Gustavo Amorim/James Tavares

Veja também

Empreendedores de Abelardo Luz conhecem sistema de garantia de crédito22/05/19 O sistema de garantia de crédito oferecido pela Sociedade de Garantia de Crédito (SGC - GaranteOeste/SC) foi foco de um evento que reuniu cerca de 60 empreendedores de Abelardo Luz, no Oeste catarinense. A iniciativa faz parte das ações da Semana Nacional de Educação Financeira e da Semana do Microempreendedor Individual (MEI), que segue com atividades até esta......
Garis iniciam greve no Rio22/04/19 Após decisão em assembleia, na quinta-feira (18), de entrar em greve hoje (22), os funcionários da Companhia Municipal de Limpeza Urbana (Comlurb) iniciaram paralisação. Segundo o representante dos funcionários nas......

Voltar para Cidades