Santa Catarina dá início à colheita do arroz com lançamento de novo cultivar

Segundo maior produtor nacional de arroz, Santa Catarina abre a colheita do grão com o lançamento de novo cultivar. É o SCS 125 da Epagri, que foi apresentado aos produtores nesta sexta-feira, 19, durante o Dia de Campo da Cooperativa Regional Agropecuária Vale do Itajaí (Cravil), em Rio do Sul. O evento contou com a presença do secretário de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural, Altair Silva, e fez parte também das comemorações de 50 anos da Cravil.

"A abertura da colheita do arroz representa um marco para o agronegócio catarinense, um dia a ser celebrado. É o resultado de um trabalho coletivo que envolve produtores rurais, cooperativas, Governo do Estado e nossos técnicos e pesquisadores da Epagri. Comemoramos ainda o lançamento de um novo cultivar de arroz irrigado com características de alto índice de produtividade, que foram observadas já nas primeiras colheitas. Isso demonstra que o setor produtivo vem inovando, buscando novas tecnologias e aumentando cada vez mais a qualidade e produtividade em nossas lavouras", destaca o secretário Altair Silva.



O SCS 125 é 33º cultivar lançado em Santa Catarina e foi desenvolvido pela Estação Experimental da Epagri em Itajaí (EEI) - referência nacional em pesquisa pública com o grão. Entre as principais características deste arroz estão o alto potencial produtivo, boa qualidade de grãos, ciclo longo (tardio), resistência ao acamamento e bom nível de sanidade geral.

Segundo a presidente da Epagri, Edilene Steinwandter, o lançamento é mais uma prova da excelência catarinense nas pesquisas voltadas à cadeia produtiva de arroz. “Tanto esse, quanto nossos outros cultivares do grão, foram desenvolvidos pensando nas necessidades dos rizicultores catarinenses e buscam oferecer mais produtividade e sustentabilidade nas lavouras. O resultado desse trabalho se vê no campo, com Santa Catarina se firmando cada vez mais como um dos maiores produtores de arroz do Brasil”, declara.

Sanidade como diferencial produtivo

O engenheiro agrônomo da Agrogiusti, Edivani E. Coelho, já começou a plantar o SCS125 nos campos da empresa produtora de sementes de arroz e os resultados são promissores. A sanidade é um dos destaques.

De acordo com o engenheiro agrônomo, mesmo com condições climáticas favoráveis ao surgimento de doenças, com dias nublados e chuvosos, o material manteve a qualidade em relação a outros cultivares produzidos na empresa “A avaliação do desempenho do cultivar até o momento é muito boa, estamos muito satisfeitos, a expectativa é boa com relação à produtividade, sanidade e qualidade da semente”, relata.

Safra de arroz em Santa Catarina

Santa Catarina espera colher 1,18 milhão de toneladas de arroz nesta safra em 7,9 mil hectares plantados. A produção está concentrada na região de Araranguá, principalmente nos municípios de Turvo e Meleiro.

O arroz se tornou ainda um importante item na pauta de exportações catarinense. Em 2020, os embarques aumentaram mais de 600% em relação ao ano anterior, totalizando US$20,4 milhões em faturamento e 48,2 mil toneladas vendidas. Os principais compradores do arroz produzido no estado foram África do Sul, Guatemala e Senegal.

PORTAL DX - O melhor da informação da Região Oeste de Santa Catarina Santa Catarina dá início à colheita do arroz com lançamento de novo cultivar Segundo maior produtor nacional de arroz, Santa Catarina abre a colheita do grão com o...
Postado em 14 de Janeiro de 2019 às 14h49

Esmeraldino pede união e desafia os deputados do PSL

Ele anunciou a decisão de abrir mão do fundo partidário para que estes recursos sejam aplicados em saúde, segurança, educação e infraestrutura.

Florianópolis - O presidente estadual do PSL, Lucas Esmeraldino, fez, neste domingo (14), a primeira manifestação sobre o requerimento de três dos quatro deputados federais do partido, feito ao Diretório Nacional, pedindo a destituição da Executiva Estadual. Disse que “o momento é de transição, união e jamais de divisão”.


Ele anunciou a decisão de abrir mão do fundo partidário para que estes recursos sejam aplicados em saúde, segurança, educação e infraestrutura.


No inicio da noite, foi confirmada a informação de que Lucas Esmeraldino tinha convocado para esta segunda-feira, às 20h, a posse da nova Executiva Estadual do PSL, contestada pela maioria da bancada federal.


Os três deputados federais, de outro lado, fizeram contatos com o presidente nacional do PSL, Luciano Bivar, e o vice-presidente Antônio de Rueda, que ficaram de visitar Santa Catarina esta semana para buscar uma solução negociada e constituição de uma nova Executiva.


Com a decisão de Esmeraldino de empossar os novos dirigentes a crise poderá se aprofundar no PSL catarinense.
A nota divulgada pela assessorial de Lucas Esmeraldino tem o seguinte teor:


"Este é um momento de transição, união e jamais de divisão. Seguiremos com serenidade e responsabilidade, construindo um PSL/SC forte. Nossa primeira proposição neste novo ciclo é que o PSL catarinense NÃO utilize o fundo partidário, como todos nós sempre defendemos, possibilitando que esses valores (públicos) sejam aplicados na saúde, segurança, educação e na infraestrutura, para a população."


Os três deputados federais do PSL, por sua vez, divulgaram nota intitulada “PSL SC terá nova Executiva em Janeiro”, em que tratam da formação de uma nova direção estadual e condenam as decisões do presidente Lucas Esmeraldino.


Veja a nota:


"Após a vitoriosa trajetória dos candidatos do PSL nas eleições de 2018 – fruto do trabalho das bases e das lideranças de direita-, o presidente estadual do partido, Lucas Esmeraldino, firmou compromisso para debater em 2019 a formação da nova Executiva Estadual do PSL. Ocorre que em dezembro de 2018, quebrando a palavra de forma personalista e sigilosa, Lucas ESCOLHEU TODOS os membros da executiva estadual ligados de alguma forma a seus interesses particulares. De maneira nada republicana, Lucas enviou a Brasília o documento com a suposta executiva visando um único interesse: ter o controle absoluto do partido em Santa Catarina." Depois de ouvir as bases, unicamente em defesa da ética e daqueles que não têm voz, decidimos agir. É por não admitir que projetos particulares de poder se perpetuem que decidimos nos opor frontalmente a este ensaio de ditadura e controle absoluto dentro do partido. Como deputados federais, protocolamos um documento na sede do PSL Nacional. Para o bem do PSL/SC, do espírito republicano e da moralidade que deve sempre nortear a condução do partido, o pedido foi aceito. Uma nova executiva provisória será composta. Em conversa pessoal em Brasília com o vice-presidente Rueda - e por via telefônica com o presidente do PSL nacional, Luciano Bivar - ficou acordado que nos próximos dias ele virá a SC para dialogar e montar uma nova executiva provisória, com a participação de todos, inclusive do atual presidente, haverá finalmente o debate, de forma democrática e transparente. Com essa notícia, comunicamos que o objetivo de atender as bases e tornar o PSL democrático novamente foi cumprido. Por último e não menos importante: a AÇÃO proposta por nós sempre teve caráter PROVISÓRIO e não definitivo. A partir de agora, com o compromisso do PSL Nacional, trabalharemos pelo consenso. – Caroline De Toni, Coronel Armando e Daniel Freitas.

 

(fonte: Moacir Pereira/NSC)

Veja também

Carreta de Xaxim sai de pista e colide em árvore na BR-47019/08/19 Um acidente envolvendo carreta contêiner foi registrado na madrugada desta segunda-feira (19) na BR-470 em Curitibanos. A ocorrência foi por volta das 5h próximo ao Caraguatá. Segundo as informações, saída de pista seguida de choque em árvore do veículo com placas de Xaxim conduzido por um homem de 40 anos. O motorista foi encontrado fora do......

Voltar para Cidades