Santa Catarina dá início à colheita do arroz com lançamento de novo cultivar

Segundo maior produtor nacional de arroz, Santa Catarina abre a colheita do grão com o lançamento de novo cultivar. É o SCS 125 da Epagri, que foi apresentado aos produtores nesta sexta-feira, 19, durante o Dia de Campo da Cooperativa Regional Agropecuária Vale do Itajaí (Cravil), em Rio do Sul. O evento contou com a presença do secretário de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural, Altair Silva, e fez parte também das comemorações de 50 anos da Cravil.

"A abertura da colheita do arroz representa um marco para o agronegócio catarinense, um dia a ser celebrado. É o resultado de um trabalho coletivo que envolve produtores rurais, cooperativas, Governo do Estado e nossos técnicos e pesquisadores da Epagri. Comemoramos ainda o lançamento de um novo cultivar de arroz irrigado com características de alto índice de produtividade, que foram observadas já nas primeiras colheitas. Isso demonstra que o setor produtivo vem inovando, buscando novas tecnologias e aumentando cada vez mais a qualidade e produtividade em nossas lavouras", destaca o secretário Altair Silva.



O SCS 125 é 33º cultivar lançado em Santa Catarina e foi desenvolvido pela Estação Experimental da Epagri em Itajaí (EEI) - referência nacional em pesquisa pública com o grão. Entre as principais características deste arroz estão o alto potencial produtivo, boa qualidade de grãos, ciclo longo (tardio), resistência ao acamamento e bom nível de sanidade geral.

Segundo a presidente da Epagri, Edilene Steinwandter, o lançamento é mais uma prova da excelência catarinense nas pesquisas voltadas à cadeia produtiva de arroz. “Tanto esse, quanto nossos outros cultivares do grão, foram desenvolvidos pensando nas necessidades dos rizicultores catarinenses e buscam oferecer mais produtividade e sustentabilidade nas lavouras. O resultado desse trabalho se vê no campo, com Santa Catarina se firmando cada vez mais como um dos maiores produtores de arroz do Brasil”, declara.

Sanidade como diferencial produtivo

O engenheiro agrônomo da Agrogiusti, Edivani E. Coelho, já começou a plantar o SCS125 nos campos da empresa produtora de sementes de arroz e os resultados são promissores. A sanidade é um dos destaques.

De acordo com o engenheiro agrônomo, mesmo com condições climáticas favoráveis ao surgimento de doenças, com dias nublados e chuvosos, o material manteve a qualidade em relação a outros cultivares produzidos na empresa “A avaliação do desempenho do cultivar até o momento é muito boa, estamos muito satisfeitos, a expectativa é boa com relação à produtividade, sanidade e qualidade da semente”, relata.

Safra de arroz em Santa Catarina

Santa Catarina espera colher 1,18 milhão de toneladas de arroz nesta safra em 7,9 mil hectares plantados. A produção está concentrada na região de Araranguá, principalmente nos municípios de Turvo e Meleiro.

O arroz se tornou ainda um importante item na pauta de exportações catarinense. Em 2020, os embarques aumentaram mais de 600% em relação ao ano anterior, totalizando US$20,4 milhões em faturamento e 48,2 mil toneladas vendidas. Os principais compradores do arroz produzido no estado foram África do Sul, Guatemala e Senegal.

PORTAL DX - O melhor da informação da Região Oeste de Santa Catarina Santa Catarina dá início à colheita do arroz com lançamento de novo cultivar Segundo maior produtor nacional de arroz, Santa Catarina abre a colheita do grão com o...
Postado em 21 de Março de 2019 às 15h08

EXPOSOJA 2019: abertas inscrições para o Fórum Soja Brasil no dia 5 de abril em Abelardo Luz

Produtores rurais de toda a região, especialistas e autoridades nacionais do agronegócio brasileiro estarão reunidos em Abelardo Luz, no dia 5 de abril, no Fórum Soja Brasil para debater o tema: “Qualidade da Semente e Competitividade”.

Abelardo Luz - Produtores rurais de toda a região, especialistas e autoridades nacionais do agronegócio brasileiro estarão reunidos em Abelardo Luz, no dia 5 de abril, no Fórum Soja Brasil para debater o tema: “Qualidade da Semente e Competitividade”.

O evento faz parte da programação oficial da EXPOSOJA 2019 (Exposição Feira Agropecuária, Comercial e Industrial de Abelardo Luz) e será transmitido ao vivo, a partir das 9h, pelo Canal Rural, direto do Parque de Exposições “Manoel Lustosa Martins”.

As inscrições são gratuitas e já estão abertas aos interessados somente pela internet pelo portal www.projetosojabrasil.com.br. A programação do evento começa às 8h30 com o credenciamento dos participantes e contará com duas importantes discussões que ajudarão os produtores no momento atual de comercialização e também na tomada de decisão no futuro.

A primeira apresentação será um painel técnico, mediado pelo consultor Paulo Dejalma Zimmer, sobre o uso de sementes de qualidade para garantir altas produtividades. Entre os debatedores estão o pesquisador da Embrapa, Ademir Henning e o presidente da Abrasem, José Américo Rodrigues.

Logo em seguida, acontece o painel político, mediado pela jornalista Kellen Severo, que tratará sobre a competitividade da cultura com os tributos atuais. O debate contará com as participações do secretário de Agricultura do Estado de Santa Catarina, Ricardo de Gouvêa, e do presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de Santa Catarina (FAESC), José Zeferino Pedroso.

O Fórum Soja Brasil é uma realização do Canal Rural com apoio da Comissão Central Organizadora (CCO) da EXPOSOJA 2019. O evento está sendo viabilizado financeiramente pelo Sindicato Rural de Abelardo Luz por meio do Núcleo de Produtores de Sementes, composto por 14 sementeiras do município, que possui o título de Capital Nacional da Semente de Soja.

EXPOSOJA
A EXPOSOJA será realizada de 4 a 7 de abril e reunirá as principais feiras, exposições e eventos agropecuários de Abelardo Luz. O evento deve reunir mais de 150 expositores de diversos ramos de negócios e com expectativa de atrair mais de 40 mil visitantes. A entrega no parque será gratuita durante os quatro dias do evento. 

Veja também

Alunos do IFSC levam seu projeto para os EUA03/07/19 Os estudantes do terceiro ano do Ensino Médio: Isabela Battistella, Renata Müller, Ricardo Cenci e Roberta Debortoli, alunos do curso Técnico em Informática Integrado ao Ensino Médio no Instituto Federal de Santa Catarina câmpus Xanxerê, e os professores Andreia Weber, Daniel Ecco e Victor Bernardes estão nos Estados Unidos onde levaram o experimento para ser......

Voltar para Cidades