Postado em 27 de Março às 10h09

Família autoriza doações de córneas de Rafael Henzel

Jornalista de 45 anos morreu após sofrer infarto fulminante em Chapecó.

Chapecó - A família de Rafael Henzel, que morreu na noite desta terça-feira, dia 26, autorizou a retirada das córneas do jornalista para serem doadas. A cirurgia de remoção foi realizada durante a madrugada desta quarta-feira, dia 27.

O profissional de comunicação foi vítima de um infarto enquanto jogava futebol em Chapecó. Ele chegou a ser encaminhado para o Hospital Regional do Oeste (HRO), mas não resistiu. O HRO confirmou a morte à 21h10.

Rafael Henzel era jornalista do Grupo Condá de Comunicação, onde apresentava os programas Som e Café News e Golaço, na rádio Oeste Capital. Ele também comandava a Equipe Clássico, que narra os jogos da Chapecoense.

Com a morte, a Prefeitura de Chapecó decretou luto oficial de três dias. Henzel foi um dos quatro brasileiros sobreviventes na tragédia aérea com a delegação da Chapecoense, em 2016, junto de Alan Ruschel, Jakson Follmann e Neto. O narrador da rádio Oeste Capital deixa esposa e um filho.

O velório acontece no Centro de Eventos de Chapecó. Uma celebração será realizada às 16 horas desta quarta-feira, dia 27, no próprio Centro de Eventos, com o corpo seguindo para o sepultamento no Cemitério Jardim do Éden.

(fonte: Clic RDC)

Veja também

Valdir Colatto é anunciado o novo chefe do Serviço Florestal17/01 Anuncio foi feito pela Ministra da Agricultura. Integrante da bancada ruralista, Colatto não se reelegeu e fez discursos críticos ao percentual de terra que deve ser preservado....

Voltar para Cidades