Santa Catarina dá início à colheita do arroz com lançamento de novo cultivar

Segundo maior produtor nacional de arroz, Santa Catarina abre a colheita do grão com o lançamento de novo cultivar. É o SCS 125 da Epagri, que foi apresentado aos produtores nesta sexta-feira, 19, durante o Dia de Campo da Cooperativa Regional Agropecuária Vale do Itajaí (Cravil), em Rio do Sul. O evento contou com a presença do secretário de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural, Altair Silva, e fez parte também das comemorações de 50 anos da Cravil.

"A abertura da colheita do arroz representa um marco para o agronegócio catarinense, um dia a ser celebrado. É o resultado de um trabalho coletivo que envolve produtores rurais, cooperativas, Governo do Estado e nossos técnicos e pesquisadores da Epagri. Comemoramos ainda o lançamento de um novo cultivar de arroz irrigado com características de alto índice de produtividade, que foram observadas já nas primeiras colheitas. Isso demonstra que o setor produtivo vem inovando, buscando novas tecnologias e aumentando cada vez mais a qualidade e produtividade em nossas lavouras", destaca o secretário Altair Silva.



O SCS 125 é 33º cultivar lançado em Santa Catarina e foi desenvolvido pela Estação Experimental da Epagri em Itajaí (EEI) - referência nacional em pesquisa pública com o grão. Entre as principais características deste arroz estão o alto potencial produtivo, boa qualidade de grãos, ciclo longo (tardio), resistência ao acamamento e bom nível de sanidade geral.

Segundo a presidente da Epagri, Edilene Steinwandter, o lançamento é mais uma prova da excelência catarinense nas pesquisas voltadas à cadeia produtiva de arroz. “Tanto esse, quanto nossos outros cultivares do grão, foram desenvolvidos pensando nas necessidades dos rizicultores catarinenses e buscam oferecer mais produtividade e sustentabilidade nas lavouras. O resultado desse trabalho se vê no campo, com Santa Catarina se firmando cada vez mais como um dos maiores produtores de arroz do Brasil”, declara.

Sanidade como diferencial produtivo

O engenheiro agrônomo da Agrogiusti, Edivani E. Coelho, já começou a plantar o SCS125 nos campos da empresa produtora de sementes de arroz e os resultados são promissores. A sanidade é um dos destaques.

De acordo com o engenheiro agrônomo, mesmo com condições climáticas favoráveis ao surgimento de doenças, com dias nublados e chuvosos, o material manteve a qualidade em relação a outros cultivares produzidos na empresa “A avaliação do desempenho do cultivar até o momento é muito boa, estamos muito satisfeitos, a expectativa é boa com relação à produtividade, sanidade e qualidade da semente”, relata.

Safra de arroz em Santa Catarina

Santa Catarina espera colher 1,18 milhão de toneladas de arroz nesta safra em 7,9 mil hectares plantados. A produção está concentrada na região de Araranguá, principalmente nos municípios de Turvo e Meleiro.

O arroz se tornou ainda um importante item na pauta de exportações catarinense. Em 2020, os embarques aumentaram mais de 600% em relação ao ano anterior, totalizando US$20,4 milhões em faturamento e 48,2 mil toneladas vendidas. Os principais compradores do arroz produzido no estado foram África do Sul, Guatemala e Senegal.

PORTAL DX - O melhor da informação da Região Oeste de Santa Catarina Santa Catarina dá início à colheita do arroz com lançamento de novo cultivar Segundo maior produtor nacional de arroz, Santa Catarina abre a colheita do grão com o...
Postado em 03 de Maio de 2019 às 16h39

Motorista que adquiriu dengue em Xaxim alerta sobre prevenção da doença

PORTAL DX - O melhor da informação da Região Oeste de Santa Catarina Há poucos dias, Xaxim teve a confirmação do primeiro caso de dengue contraído por um munícipe. Claudimar Marcansoni, o popular Faísca,...

Há poucos dias, Xaxim teve a confirmação do primeiro caso de dengue contraído por um munícipe. Claudimar Marcansoni, o popular Faísca, motorista de ônibus contraiu a doença à cerca de 15 dias no litoral Catarinense.

Ao usar o espaço da tribuna na reunião desta quinta-feira, 02, do Poder Legislativo, o motorista comentou que se deslocou com um grupo de passageiros na sexta-feira para um passeio turístico. Ao chegar na Pousada, ele foi descansar no quarto, quando já avistou alguns mosquitos, porém não imaginou que fossem mosquitos da dengue.

Os sintomas de febre, dor no corpo, semelhantes a de um resfriado começaram logo no sábado, porém, não deu muita atenção, achando se tratar de uma gripe. Mesmo tomando remédio, os sintomas passavam momentaneamente, mas logo voltavam. Faísca retornou ao município na segunda, onde permaneceu em casa até a quarta-feira, procurando na quinta-feira, o Hospital Frei Bruno.

Ao relatar os sintomas ao médico, ele destacou além das dores no corpo, febre, havia também manchas pelo corpo e a urina estava com coloração vermelha, contudo o profissional cogitou que poderia ser uma crise renal, e solicitou que ele fizesse exames. Eles ficaram prontos na sexta pela manhã, no entanto, Faísca não teve tempo de mostrar os exames a um profissional, pois logo teria que fazer outra viagem.

No sábado, já apareciam manchas nos pés. Diante os sintomas, ele enviou algumas fotos por whatsapp a uma médica e a orientação foi para que procurasse atendimento médico o mais breve possível, pois o caso era grave. Após finalizar o trabalho, na parte da noite ele procurou uma UPA em Porto Belo.

Durante o atendimento, ao olhar o exame, o médico já afirmou se tratar de Dengue, mesmo assim fez na Upa mesmo, coleta de sangue para novos exames. Diante disso, o paciente ficou em observação e recebeu medicação tanto no sábado à noite quanto no domingo, antes ao meio dia.

Ao retornar para Xaxim, ele foi ao Hospital Frei Bruno, mostrou os exames aos profissionais e explicou que no litoral foi diagnosticado com Dengue. Porém, mesmo com os exames comprovando o diagnóstico, novas análises foram solicitados para confirmar a doença, ficando internado no HFB para tratar a doença. Em tribuna, Faísca disse que o atendimento deixou a desejar. Segundo ele, estão despreparados para esse tipo de situação.

Ele orientou às pessoas que tomem cuidado quanto aos sintomas da Dengue, pois as dores são muito fortes, que inclusive os médicos, afirmaram que a resistência do paciente era muito boa. Além disso, destacou a necessidade do uso do repelente, hidratação e os cuidados com a automedicação.

Veja também

Mostra da Bezerra apresentou animais com alto patrão genético14/06/19 Além das atrações gastronômicas, a 2ª Festa da Polenta - realizada em Marema, no período de 07 a 10 de junho - também apresentou a alta qualidade genética implantada na bovinocultura leiteira. Na Mostra da Bezerra, organizada pela Prefeitura e Epagri, em parceria com o Núcleo de Criadores da Bezerra, 14 produtores apresentaram 44 animais das raças......
Jovens xaxinenses participam de missões no Rio de janeiro16/07/19 Um grupo de jovens da Paróquia São Luiz Gonzaga partiu, no início da tarde de hoje (16), da Praça Matriz em Xaxim, para uma experiência de missão na cidade do Rio de Janeiro. A iniciativa faz parte de um projeto......

Voltar para Cidades