Postado em 04 de Dezembro às 14h13

Motoristas estão se adequando as mudanças no trânsito

Alterações em trevos e rotatórias foram executadas para dar mais fluxo nas vias.

POR: CRISTIANE ALINE


Xanxerê – Os motoristas ainda estão se acostumando com as mudanças no trânsito iniciadas na última semana em Xanxerê. As alterações ocorreram nas ruas Fidêncio de Souza Mello, Coronel Passos Maia e rotatória, nos trechos das ruas Santos Dumont, Irineu Bornhausen e Victor Konder, conhecida como Rótula do Zanella.


Na Rua Coronel Passos Maia, em frente ao canal revitalizado do Rio Xanxerê, a rotatória foi aumentada e seu aceso pelo Posto Siviero e Supermercado Brasão, foi delimitado com canteiros, direcionando o trajeto dos veículos. Em frente à loja Colombo, os estacionamentos foram retirados e transformados em via, para dar agilidade, pela direita quando os veículos aguardam para converter para a esquerda, sentido escola Joaquim Nabuco. Já na Rótula do Zanella, foi aberta mais uma passagem, liberando a conversão à esquerda de quem vem do Bairro Veneza em direção ao Tacca. O local, além do maior fluxo de veículos, agora é utilizado por caminhões para seguir em direção à Bom Jesus.


Conforme a coordenadora de trânsito Clarice Serena, a passagem de veículos pesados no trecho não é um problema, e sim melhora, pois assim não precisam mais ir até o centro para seguir trajeto ao município vizinho.
Sobre a possibilidade de aumento de acidentes, Clarice defende que não devem ocorrer, pois o local não é de alta velocidade, principal indicativo de acidentes.

“A rotatória não foi destruída nem reduzida, apenas aberta para ter mais um acesso. Se tiver indicativo de aumento de acidentes, ela será restituída ao modo anterior, mas acredito que não ocorra, pois com a rotatória, não há como ter uma velocidade ampliada e a maioria dos acidentes ocorrem em relação a isso, e também devido a imprudência e descuido do motorista”, pontua.


Em relação às vagas de estacionamentos retiradas, explica que caso os lojistas sintam-se lesados, podem entrar com pedido de retorno das vagas, que será avaliado pelo Conselho de Trânsito.

“Não cabe a mim o indeferimento ou deferimento do pedido, e sim ao Conselho e acredito que não vão retroagir no procedimento. Posso afirmar que o Departamento Municipal de Trânsito e o Conselho Municipal não trabalham com a visão de um único motorista, mas no percentual 100% do trânsito da cidade”, finaliza.

FOTOS: CRISTIANE ALINE

Veja também

Voltar para Cidades