Postado em 17 de Abril às 17h13

Projeto prevê reajuste de 5,58% para servidores municipais de Passos Maia

PORTAL DX - O melhor da informação da Região Oeste de Santa Catarina A administração municipal de Passos Maia já encaminhou para a Câmara de Vereadores o projeto que prevê um reajuste de 5,58% nos salários...

A administração municipal de Passos Maia já encaminhou para a Câmara de Vereadores o projeto que prevê um reajuste de 5,58% nos salários dos servidores públicos municipais. O texto deu entrada nesta semana no Legislativo e deverá ser votado nas próximas sessões.

De acordo com o projeto assinado pelo prefeito Leomar Listoni, a reposição é prevista para vigorar a partir de maio, repondo a inflação acumulada no período de outubro de 2017 a fevereiro de 2019, calculada pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) do IBGE.

“O referido reajuste não se aplica aos cargos eletivos, aos agentes políticos, aos servidores públicos municipais do magistério, aos agentes comunitários de saúde e aos servidores que recebem o piso mínimo nacional de vencimentos, em razão de que já receberam a reposição no ano em curso”, esclarece o projeto.

Antes de entrar em vigor, o texto deverá passar por duas votações e redação final na Câmara de Vereadores. Em caso de aprovação, o reajuste será efetivado depois da sanção do prefeito Leomar Listoni.

Veja também

Inicia hoje a 5ª Feira/Mostra da Novilha em Vargeão26/04 Com tudo preparado na sede do Clube da Bezerra, os portões da 5ª Feira/Mostra da Novilha abrem ao público na tarde desta sexta-feira, dia 26, que terá até o domingo, dia 28, para visitar o evento preparado em Vargeão. Dezenas de expositores estão apostos para receberem os visitantes. Empresas do comércio local e negócios regionais apresentarão......
Quase 3 meses após tragédia, 32 barragens da Vale estão interditadas22/04 Foto: REUTERS/Washington Alves/Direitos Reservados Passados quase três meses da tragédia de Brumadinho (MG), 32 barragens da mineradora Vale sediadas em Minas Gerais estão com as atividades interditadas. A suspensão das......

Voltar para Cidades