Postado em 11 de Fevereiro de 2019 às 14h07

Ricardo Boechat, jornalista, morre aos 66 anos em queda de helicóptero em SP

Jornalista era apresentador do Jornal da Band e da rádio BandNews FM. Aeronave bateu na parte dianteira de um caminhão que transitava pela Rodovia Anhanguera.

São Paulo - O jornalista, apresentador e radialista Ricardo Eugênio Boechat morreu no início da tarde desta segunda-feira (11), aos 66 anos, em São Paulo. O jornalista estava em helicóptero que caiu na Rodovia Anhanguera, em São Paulo, e bateu na parte dianteira de um caminhão que transitava pela via.

Boechat era apresentador do Jornal da Band e da rádio BandNews FM e colunista da revista IstoÉ. Ele também trabalhou nos jornais “O Globo”, “O Dia”, “O Estado de S. Paulo” e “Jornal do Brasil” e foi comentarista no Bom Dia Brasil, da TV Globo. Ele ganhou três vezes o Prêmio Esso, um dos principais do jornalismo brasileiro.

Boechat estava dando uma palestra em Campinas, no interior do estado, e retornava a São Paulo nesta segunda, de acordo com jornalistas da TV Band.


Acidente
O chamado de socorro foi feito às 12h14. A queda ocorreu perto do quilômetro 7 do Rodoanel, sentido Castelo Branco. De acordo com a CCR Rodoanel Oeste, que administra o Rodoanel, houve uma terceira vítima com ferimentos, o motorista do caminhão.

Segundo informações iniciais, o helicóptero saiu do hangar Sales, no Campo de Marte, na Zona Norte da capital paulista, que ficou destelhado após um vendaval nas últimas semanas.

Foram enviadas ao menos 11 viaturas para o local. A Polícia Rodoviária Estadual informou que a alça de acesso do Rodoanel à Rodovia Anhanguera precisou ser interditada. Já a rodovia não teve bloqueio.

Carreira

Ao longo de uma carreira iniciada na década de 1970, esteve jornais como “O Globo”, “O Estado de S. Paulo”, “Jornal do Brasil” e “O Dia”. Na década de 1990, teve uma coluna diária no “Bom Dia Brasil”, na TV Globo.

O perfil de Boechat no site da Band News FM informa que ele era o recordista de vitórias no Prêmio Comunique-se – e o único a ganhar em três categorias diferentes (Âncora de Rádio, Colunista de Notícia e Âncora de TV). Em pesquisa do site Jornalistas & Cia em 2014, que listou cem profissionais do setor, Boechat foi eleito o jornalista mais admirado. Ele lançou em 1998 o livro “Copacabana Palace – Um hotel e sua história” (DBA). Ricardo Eugênio Boechat nasceu em 13 de julho de 1952, em Buenos Aires.

 

(fonte: G1)
 

Veja também

Marema recebe projeto Ciranda do SESC17/06/19 Profissionais do SESC estiveram em Marema na última sexta-feira (14), reunidos com estudantes do 1º ao 5º ano do ensino fundamental, do Núcleo Escolar Municipal. O objetivo foi desenvolver atividades do projeto Ciranda SESC 2019. O tema desenvolvido foi “Brinquedos e Brincadeiras da Cultura Indígena Brasileira.” De acordo com a Secretária Municipal de......
Passos Maia vai invertir R$ 2 milhões em obras de revitalização de rua14/05/19 O prefeito Leomar Listoni assinou na tarde desta segunda-feira, dia 13, os contratos de garantia e vinculação de receita para a execução da obra de revitalização da Avenida Padre João Botero. Os documentos......
Legislativo de Xaxim quer ajuda de igrejas para o combate à Dengue24/05/19 O Legislativo Xaxinense através de seu presidente Inácio Luiz Bracht, realizou reunião com representantes das Igrejas Evangélicas e da Igreja Católica para solicitar colaboração dessas entidades religiosas no......

Voltar para Cidades