Postado em 01 de Fevereiro de 2019 às 09h07

Venda sobe até 140% e falta de produtos é registrada em alguns estabelecimentos

Em Xanxerê a procura pelos aparelhos desde dezembro vem aumentando consideravelmente. 

Por Cristiane Aline

Xanxerê - Com o calor excessivo as pessoas têm cada vez mais aderido ao ar-condicionado. Item antes considerado artigo de luxo, hoje já é indispensável para muitas famílias. Em Xanxerê a procura pelos aparelhos desde dezembro vem aumentando consideravelmente. Segundo a gerente da loja Ricardo Eletro, Eliana Sansanovicz, as vendas subiram 140% em relação a 2018. Somente no mês de dezembro 48 unidades foram vendidas na filial de Xanxerê. 

Além das altas temperaturas, as promoções e prazo esticado em 12x sem juros são atrativos para a compra. Devido a demanda a loja hoje trabalha por pedidos, que demoram de 8 a 10 dias para entrega do item na casa do cliente. O cenário se repete em outros estabelecimentos, que trabalham com algumas peças em estoque e outras com pedido.

Já, na loja Shumann, a vendedora Patrícia Granzoto, comenta que o aumento de vendas foi superior a 80% e que um “liquida” realizado em dezembro esgotou com as peças da loja. Por isso hoje o prazo de entrega é superior a 30 dias.
Nos estabelecimentos especializados em ar condicionado como a Irmãos Lohmann, as vendas também aumentaram e o que atrasa a entrega é a falta de mão de obra para instalação, como comenta o sócio proprietário Wilson Neodi Lohmann.

“A procura aumentou muito e está maior que a oferta já. Devido à falta de mão de obra precisamos limitar as vendas. Temos produto, mas faltam pessoas para trabalhar”.

Este ano, segundo Wilson pode ser comparado ao verão de 2011/2012 em relação à intensidade de calor e procura por produtos. As vendas já interferem no fornecimento de produtos e distribuidores que já trabalham com prazos maiores para algumas marcas e modelos de ares, como comenta Maristela Sutil, proprietária da Top Line.

“Aumentou bastante a procura do ano passado para esse. No mesmo período em 2018 as vendas já tinham acalmado e este ano estamos trabalhando com agenda de instalação para 10 dias. Temos algumas marcas em estoque, outras só por encomenda, o que demora cerca de 10 dias para chegar, pois alguns fornecedores já não têm os itens em estoque, devido à alta demanda”.

Como usar o ar-condicionado na temperatura certa
Você acha que quanto mais gelado mais gostoso e confortável o ambiente fica? As preferências pessoais mudam de um indivíduo para outro, claro, mas segundo os especialistas manter o aparelho na temperatura ideal faz toda a diferença – e em vários sentidos. Segundo eles, o ideal é que a diferença entre a temperatura exterior e a do ambiente climatizado nunca seja superior a 12ºC, independentemente do calor que faz lá fora. A indicação é que a temperatura do ar-condicionado fique entre 22 e 25ºC, mas a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) é ainda mais específica: para ela a temperatura ideal é 23ºC. A ideia é deixar o local fresco como se fosse um dia de outono – agradável para o organismo e climaticamente confortável.

Como usar o ar-condicionado fazendo uso racional da energia
Por outro lado, saber como usar o ar-condicionado também é fazer uso racional da energia. Uma boa dica é estabelecer temperaturas diferentes para cada ambiente da casa, refrigerando apenas os que têm pessoas. Deixe os ambientes vazios com o aparelho desligado.
A instalação também influencia na performance do ar condicionado. Nos aparelhos split, por exemplo, o ideal é que a unidade exterior (condensadora) esteja em uma área protegida do sol, mas com boa circulação de ar. A proteção dos raios solares também vale para dentro de casa ou do escritório. Procure proteger o ambiente do sol com cortinas, blackouts, venezianas e /ou película protetora nos vidros. Assim você evita que o cômodo fique demasiadamente aquecido pela incidência de sol e que o aparelho trabalhe em excesso para resfriar o ambiente.

Custo do consumo mensal
As estimativas apontam que o uso de um ar-condicionado pode contribuir para o aumento do consumo de energia em cerca de 30% durante o verão na comparação com o inverno, dependendo da forma de uso. Isso significa que, em uma família pague R$ 150,00 por mês de luz sem o ar-condicionado, com o aparelho o custo mensal pode chegar próximo a R$ 200,00.
 

Veja também

Bebê de Xanxerê aguarda por vaga de UTI em Joinville para cirurgia do coração03/09/19 FOTO: REDE SOCIAL A jornada da pequena Camily Ofrasio, de seis meses de idade, em busca de um leito de UTI para passar por um procedimento cirúrgico no coração iniciou há cerca de três meses em Xanxerê. Desde então, ela e a mãe Vanessa Ofrasio estão em Florianópolis, onde a menina permanece internada e aguarda surgir uma nova vaga em......
Prefeitura de Marema vai subsidiar exames de tuberculose e brucelose animal28/06/19 A Prefeitura de Marema divulgou um edital de chamamento público, solicitando o cadastramento de produtores interessados em participar do Programa Municipal de Controle e Erradicação da Tuberculose e Brucelose animal. O objetivo do......

Voltar para Cidades