Postado em 25 de Setembro às 15h40

Xanxerense adepta da corrida há seis anos conta os benefícios da prática

Xanxerê – Ela percorre cerca de 40 quilômetros por semana, tem uma saúde de ferro e disposição para dar e vender, essa é Vera Lucia Xavier dos Santos de 45 anos. A xanxerense moradora do Bairro Matinho iniciou com as caminhadas há seis anos, gostou da prática, foi intensificando até que os passos aceleraram e tornaram-se corrida.
A atividade hoje é indispensável em sua vida e a intercala com exercício de musculação três vezes na semana. Ela conta que diariamente tem um horário reservado para se exercitar e não dispensa por nada.


“Pratico três vezes na semana a corrida de 10 a 15km por dia e três vezes na semana vou na academia. Pra mim é tudo de bom, deixei um horário definido por dia para isso. É algo que me faz bem e melhora a saúde.


Sua primeira corrida foi em Florianópolis em 2012 e lá já conquistou seu primeiro troféu. A lista de prêmios foi aumentando e hoje a prateleira está com mais de 15 prêmios, alguns de maior destaque como o primeiro, que considera um marco e um de uma corrida em Faxinal dos Guedes onde pela primeira vez conquistou classificação na categoria geral, ficando em quinto lugar entre todos os corredores.


Hoje Vera integra a Associação dos Corredores de Rua de Xanxerê (Acorxan) e juntos participam de diversas competições. A próxima da lista é a “CORRIDA DO BEM FARMASESI 2018”, em Joaçaba no final de semana (21). Para melhorar o desempenho, Vera cuida também da alimentação.


“Como o custo de um profissional para acompanhamento é alto, eu pesquiso bastante e me dedico em aprender sempre. Cuido também da alimentação, para comer alimentos mais saudáveis”, comenta.
A mudança na saúde segundo Vera é visível desde que iniciou a prática, nem uma corrida em baixo de chuva a atrapalha.


“Mudou totalmente minha vida e saúde depois que comecei as atividades. Nunca pego um resfriado, posso correr abaixo de chuva que não me resfrio. Tenho uma saúde excelente, minha disposição é outra. As 6h da manha já estou de pé. Corro sempre, até no feriado e final de semana”.


Uma das maiores dificuldades que encontra é quanto ao desrespeito de alguns motoristas, pois como não há ciclovias no município, precisa correr na rua e nem sempre são respeitados em seu espaço. Para melhorar a visibilidade geralmente utilizam roupas coloridas o que auxilia para maior segurança nas vias.


“Geralmente vou sozinha e corro na cidade, algumas vezes no contorno viário que tem menos movimento. Dentro da cidade enfrentamos bastante dificuldade. Os motoristas não respeitam muito, não deixam espaço, vem muito em cima da gente. Como nas calçadas não podemos correr, devido aos pedestres e más condições, temos que correr na rua”.


Nas competições, Vera comenta que até bate um cansaço no meio da corrida, onde se questiona “o que está fazendo ali”, mas ao chegar à linha final a satisfação, realização e bem-estar toma conta e até o cansaço passa.


“As pessoas às vezes passam por mim e dizem que sou louca, mas não sabem o quanto isso faz bem para a saúde, corpo e mente. A atividade física me faz muito bem, é impressionante como ela age na gente, desde que comecei, nestes anos, ao invés de envelhecer, pela idade, parece que rejuvenesci, de tão bem que me faz. Acredito que todas as pessoas deveriam fazer algum tipo de atividade, pois o benefício é gigante”, finaliza.

POR: CRSTIANE ALINE

Veja também

Comércio de Xaxim aposta em boas vendas neste Natal06/12 Presidente da CDL de Xaxim, Rodrigo Savarís destaca o crescimento do comércio local em outubro e novembro e mantém expectativas altas para o último mês do ano...

Voltar para Cidades