Postado em 24 de Outubro de 2018 às 18h14

Coluna Joimara 1

Ninguém viu? 
O temporal passou pela Campina há algumas semanas, mas o rastro ainda continua. No Bairro Leandro, uma parada de ônibus de base em concreto e telhado de zinco caiu com a força do vento. A estrutura que atende os moradores do local, onde, inclusive, reside o vereador Adriano De Martini (PT), está no chão. Se não for pedir muito, alguma equipe poderia recolocar a estrutura no local pois está em boas condições, no entanto, se permanecer no chão do jeito que está vai ser danificada.

Lenta, muito lenta 
No mesmo bairro, a mistura de descaso, falta de tempo ou de percepção vai seguindo. Por mais que se tenha notado ao menos dois homens trabalhando, as obras da Escola Padrão devem terminar, pelo ritmo em que estão, só em 2020. Ao menos cercaram todo o espaço, até mesmo para evitar que pessoas adentrem no lugar, mas ainda tem acesso até a estrutura. Uma obra do governo federal, com recursos assegurados em mais de R$ 3 milhões que não está nem na metade. A administração até tentou acelerar, mas levou o azar de enfrentar entraves com a primeira empresa que venceu a licitação. Quem perde? A comunidade!

Furando o bloqueio

Aí nosso tour foi para o contorno viário leste. Sim, chega doer no bolso ver aquele tapetão preto prontinho e sem poder ser utilizado. Na verdade, muitos motoristas furam o bloqueio, que consiste em um amontoado de terra com pedras, e fazem o trajeto. Já tem placas de sinalização caídas e, se continuar assim, até a liberação do trecho vai ter muita manutenção para ser feita.

Respeitando
O respeito parece ter chegado para os lados do cemitério municipal.Víamos sempre muito entulho do lado de fora do local, mas isso hoje já não é mais realidade. Talvez seja efeito das placas informativas que foram afixadas ao redor do cemitério. Não dá para se admitir que o lixo e restos de materiais de construção continuassem a ser depositados naquele espaço.


Quer saber?
Prefeitura fechada e escolas municipais paradas durante toda a quinta-feira pela manhã em Xanxerê deixaram muita gente “pê” da vida. É que todos os servidores municipais foram convocados para uma capacitação. Não tivemos ponto facultativo na véspera de feriado, mas uma parada para palestra com um psicólogo.

Veja também

Doente em festa?22/02 O mês seria de comemoração aos 65 anos de emancipação de Xanxerê, mas agradar a grande maioria não parece ser tarefa fácil. Se a administração não realiza nada, é porque falta competência, se realiza, é porque não vê as prioridades do município. A semana foi de divulgação da......
Coluna Joimara 224/10/18 De ponta-cabeça Bom lembrar que segunda-feira, dia 15, é o Dia do Professor e nada mais justo que enaltecer o trabalho dessa classe, que passa anos sofrendo com baixos salários, sem previsão de emprego e até mesmo sendo......
A semana do tiro no pé I15/02 Quando se resolve tomar uma decisão que vai impactar a sociedade, é preciso muita cautela e, muitas vezes, nem ela ajuda. Nesta semana, os pais começaram “pê da vida” com a Secretaria de Educação de......

Voltar para Colunistas