Postado em 07 de Dezembro de 2018 às 17h55

Da Redação: AIDS parece não preocupar mais a população

Da Redação (5)

As campanhas contra o HIV são cada vez maiores, valor inversamente proporcional ao quanto as pessoas, principalmente os jovens, se preocupam com a doença. 

  • Portal DX - O melhor da informação da Região Oeste de Santa Catarina -

Matéria de capa da edição do DX de terça-feira (4), os números de Aids e outras DSTs preocupam as Secretarias de Saúde dos municípios de Xaxim e Xanxerê, que lideram os índices na Região da AMAI. A doença que antigamente era sinônimo de morte-prematura ainda não recebeu cura, mas já possui tratamento. As campanhas contra o HIV são cada vez maiores, valor inversamente proporcional ao quanto as pessoas, principalmente os jovens, se preocupam com a doença. 

A Síndrome da Imunodeficiência Adquirida, que já foi responsável pela morte de famosos ícones como Cazuza e Renato Russo e Freddie Mercury aparenta não preocupar a população, principalmente os mais jovens. Apesar das estatísticas apontarem para o alto número de transmissões de HIV – 57 casos confirmados na AMAI, sendo a maioria em Xaxim e Xanxerê - são pouquíssimos os jovens que realizam exames, isso que o teste é gratuito, rápido e sigiloso.
O número, em tese, pode ser muito maior do que o contabilizado, tendo em vista que a faixa etária mais propensa não faz exames. Em Xaxim por exemplo, alguns casos foram detectados em meio às campanhas de Outubro Rosa e Novembro Azul, em que homens e mulheres foram até a unidade de saúde para passar por outros exames, e acabaram a descobrir a doença. 

Apesar de não ter cura, a prevenção é uma das mais simples que tem. Preservativos são distribuídos gratuitamente em todas as unidades de saúde do Brasil. 

Não é só na cama
Se engana quem pensa que Aids só se pega na cama. O vírus do HIV pode ser transmitido não só através do sêmen e secreções vaginais, como também do sangue. Seu tatuador usa o equipamento esterilizado? Fique de olho.

Aids e outras doenças escondidas no dia a dia
Outro problema tão comum e que pode passar despercebido fica no salão de beleza. Os instrumentos da sua manicure e pedicure são esterilizados? Para os homens é bom ficar atento ao seu barbeiro. Peça sempre por navalhas novas. Além da Aids, outras doenças como a hepatite B pode ser transmitida pela má esterilização destes instrumentos. 

Dica para as mulheres
Em entrevista à nossa reportagem a Enfermeira Elizete de Souza, da Vigilância Epidemiológica deu uma dica a todas as mulheres: Seria interessante que todas as mulheres tivessem o seu próprio kit de instrumentos. Além da garantia de que apenas você tenha utilizado, caso precise esterilizar basta colocar os materiais em uma panela com água fervendo por alguns minutos. 

Veja também

Da Redação: "De olho nas câmeras"23/11/18 Após grande número de pedidos da população, a câmara de vereadores de Xaxim solicitou à PM a quantidade de multas efetuadas através das câmeras de videomonitoramento no ano de 2018. Segundo o legislativo, parte da população afirma que as câmeras que teriam como objetivo auxiliar a Polícia em casos de crimes e passar a......
A polêmica da semana I08/02 O que foi a bomba da determinação do Ministério Público de Xanxerê, quanto a destituição da diretoria do Lar do Idoso do município. Para quem acompanhava de fora, sempre o que se sabia era de que o lugar......
Devolvendo na mesma moeda30/01 Tem um ditado que diz: “bala trocada não dói”! Essa é a máxima que estão usando para tentar entender o convite do prefeito Avelino Menegolla ao ex-prefeito Ademir Gasparini (Miri) para assumir a Secretaria de......

Voltar para Colunistas