Postado em 18 de Abril às 10h22

MDB de Cordilheira Alta precisa de cara nova!

Portal DX - O melhor da informação da Região Oeste de Santa Catarina MDB de cara nova O MDB de Cordilheira Alta precisa urgentemente de uma cara nova e o partido sabe disso. Apesar de ser o maior partido do município possui entre suas...

MDB de cara nova
O MDB de Cordilheira Alta precisa urgentemente de uma cara nova e o partido sabe disso. Apesar de ser o maior partido do município possui entre suas lideranças políticos desgastados que não tem a mesma força de antigamente. Assim como ocorre em níveis estadual e nacional o partido passa por uma crise interna e só a tradição não vai sustentar o partido no próximo pleito.

Cara nova
As lideranças emedebistas locais já perceberam que se apostar nas velhas figuras do partido poderão perder a vantagem que tem por ser o maior partido. Já sabem que precisarão buscar gente nova, pessoas que não tem rejeição ou qualquer tipo de desgates. Figura-se nos bastidores o nome de um jovem empresário que se encaixaria exatamente naquilo que o partido precisa e o que os eleitores vão focar nas próximas eleições, candidatos ficha limpa, sem vínculos e sem amarras.

O velho sistema
Há de se salientar, porém, de que em qualquer partido, a figura do “novo” não representa automaticamente uma nova política. Para quem conhece o MDB de Cordilheira Alta sabe de que há uma tradição muito forte e de que nem mesmo o prefeito tem autonomia de fazer uma gestão independente, mas sim, deve atender as demandas dos correligionários. É um partido grande que ao longo dos anos assumiu muitos compromissos para estar onde está.

A mudança
Todos os partidos vão apostar no discurso da mudança justamente porque o resultado do último pleito presidencial mostrou de que os eleitores querem mudanças radicais. É importante estar atento no próximo pleito sobre os discursos em prol da nova política. Ora, se a nova política é apresentada como único meio de se promover mudança, porque ficaram tanto tempo governando com os moldes da velha política? Será que vão ter condições de abandonar os velhos hábitos para de fato governar exclusivamente em prol da população, sem qualquer interferência ideológica ou econômica?

------
Maquinas para meia dúzia
Tem município por aí que possui um bom plantel de máquinas, mas que serve exclusivamente para meia dúzia de pessoas, especialmente pessoas ligadas ao governo. São servidores públicos e vereadores que tem suas regalias para receber horas máquinas em suas propriedades rurais. Enquanto isso, o pequeno produtor que tem serviços essenciais para fazer tem que aguardar e se contentar em ver os maquinários apenas passar em sua propriedade. Será que vereador e filiado ao partido do prefeito tem prioridade no atendimento?

Veja também

PSL em Santa Catarina22/01 No quesito política, o imbróglio tomou conta de Santa Catarina e do Brasil. Por aqui uma confusão no núcleo do PSL mexeu com os ânimos, onde partidários parecem não ter se comunicado e o que era para ser interno tomou conta do cenário. Por pouco o presidente do partido, Lucas Esmeraldino, não teve que rever todos os nomes que anunciou, haja vista que os......
Organização15/03 Se há uma palavra que combina com administração pública é organização. Utilizada em primeiro lugar em qualquer situação, os reflexos das ações tem mais chance de darem certo, no......
Joimara Camilotti: Às Escuras23/11/18 Às escuras Enquanto o teste das lâmpadas de led segue sob análise da eficácia e economia, ruas da Campina continuam as escuras. Em frente ao terminal rodoviário, onde estão os testes já é......

Voltar para Colunistas