Postado em 12 de Agosto de 2019 às 09h09

Mensagem Associação Espírita Chico Xavier

PORTAL DX - O melhor da informação da Região Oeste de Santa Catarina "O Sono e os Sonhos" 404. Que pensar da significação atribuída aos sonhos? — Os sonhos não são verdadeiros, como...

"O Sono e os Sonhos"

404. Que pensar da significação atribuída aos sonhos?

— Os sonhos não são verdadeiros, como entendem os ledores da sorte, pelo que é absurdo admitir que sonhar com uma coisa anuncia outra. Eles são verdadeiros no sentido de apresentarem imagens reais para o Espírito mas que, frequentemente, não têm relação com o que se passa na vida corpórea. Muitas vezes ainda, como já dissemos, são uma recordação. Podem ser, enfim, algumas vezes, um pressentimento do futuro, se Deus o permite, ou a visão do que se passa no momento em outro lugar, a que a alma se transporta. Não tendes numerosos exemplos de pessoas que aparecem em sonhos para advertir parentes e amigos do que lhes está acontecendo? O que são essas aparições, senão a alma ou o Espírito dessas pessoas que se comunicam com a vossa? Quando adquiris a certeza de que aquilo que vistes realmente aconteceu, não é isso uma prova de que a imaginação nada tem com o fato, sobretudo se o ocorrido absolutamente não estava no vosso pensamento durante a vigília?

405. Frequentemente se veem em sonhos coisas que parecem pressentimentos e que não se cumprem; de onde vêm elas?

— Podem cumprir-se para o Espírito, se não se cumprem para o corpo. Quer dizer que o Espírito vê aquilo que deseja, porque vai procurá-lo. Não se deve esquecer que, durante o sono, a alma está sempre mais ou menos sob a influência da matéria, e por conseguinte não se afasta jamais completamente das ideias. Disso resulta que as preocupações da vigília podem dar, àquilo que se vê, a aparência do que se deseja ou do que se teme. A isso é que realmente se pode chamar um efeito da imaginação. Quando se está fortemente preocupado com uma ideia, liga-se a ela tudo o que se vê.

406. Quando vemos em sonho pessoas vivas, que conhecemos perfeitamente, praticarem atos em que absolutamente não pensam, não é isso um efeito de pura imaginação?

— Em que absolutamente não pensam? Como o sabes? Seus Espíritos podem visitar o teu, como o teu pode visitar os deles, e nem sempre sabes o que pensam. Além disso, frequentemente aplicais, a pessoas que conheceis, e segundo os vossos desejos, aquilo que se passou ou se passa em outras existências.


Trecho do capítulo "O Sono e os Sonhos", da obra: "O Livro dos Espíritos", escrito por ALLAN KARDEC .

Veja também

Da Redação: AIDS parece não preocupar mais a população07/12/18 As campanhas contra o HIV são cada vez maiores, valor inversamente proporcional ao quanto as pessoas, principalmente os jovens, se preocupam com a doença. ...
Doente em festa?22/02/19 O mês seria de comemoração aos 65 anos de emancipação de Xanxerê, mas agradar a grande maioria não parece ser tarefa fácil. Se a administração não realiza nada, é porque falta......
Melhor uma invasão de zumbis do que um mundo tomado por agressores26/02/19 Acompanhar o que anda acontecendo no mundo tem sido viver naqueles filmes de terror de péssima qualidade que nos fazem reféns de uma dúvida: será que a humanidade tem solução? ...

Voltar para Colunistas