Santa Catarina dá início à colheita do arroz com lançamento de novo cultivar

Segundo maior produtor nacional de arroz, Santa Catarina abre a colheita do grão com o lançamento de novo cultivar. É o SCS 125 da Epagri, que foi apresentado aos produtores nesta sexta-feira, 19, durante o Dia de Campo da Cooperativa Regional Agropecuária Vale do Itajaí (Cravil), em Rio do Sul. O evento contou com a presença do secretário de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural, Altair Silva, e fez parte também das comemorações de 50 anos da Cravil.

"A abertura da colheita do arroz representa um marco para o agronegócio catarinense, um dia a ser celebrado. É o resultado de um trabalho coletivo que envolve produtores rurais, cooperativas, Governo do Estado e nossos técnicos e pesquisadores da Epagri. Comemoramos ainda o lançamento de um novo cultivar de arroz irrigado com características de alto índice de produtividade, que foram observadas já nas primeiras colheitas. Isso demonstra que o setor produtivo vem inovando, buscando novas tecnologias e aumentando cada vez mais a qualidade e produtividade em nossas lavouras", destaca o secretário Altair Silva.



O SCS 125 é 33º cultivar lançado em Santa Catarina e foi desenvolvido pela Estação Experimental da Epagri em Itajaí (EEI) - referência nacional em pesquisa pública com o grão. Entre as principais características deste arroz estão o alto potencial produtivo, boa qualidade de grãos, ciclo longo (tardio), resistência ao acamamento e bom nível de sanidade geral.

Segundo a presidente da Epagri, Edilene Steinwandter, o lançamento é mais uma prova da excelência catarinense nas pesquisas voltadas à cadeia produtiva de arroz. “Tanto esse, quanto nossos outros cultivares do grão, foram desenvolvidos pensando nas necessidades dos rizicultores catarinenses e buscam oferecer mais produtividade e sustentabilidade nas lavouras. O resultado desse trabalho se vê no campo, com Santa Catarina se firmando cada vez mais como um dos maiores produtores de arroz do Brasil”, declara.

Sanidade como diferencial produtivo

O engenheiro agrônomo da Agrogiusti, Edivani E. Coelho, já começou a plantar o SCS125 nos campos da empresa produtora de sementes de arroz e os resultados são promissores. A sanidade é um dos destaques.

De acordo com o engenheiro agrônomo, mesmo com condições climáticas favoráveis ao surgimento de doenças, com dias nublados e chuvosos, o material manteve a qualidade em relação a outros cultivares produzidos na empresa “A avaliação do desempenho do cultivar até o momento é muito boa, estamos muito satisfeitos, a expectativa é boa com relação à produtividade, sanidade e qualidade da semente”, relata.

Safra de arroz em Santa Catarina

Santa Catarina espera colher 1,18 milhão de toneladas de arroz nesta safra em 7,9 mil hectares plantados. A produção está concentrada na região de Araranguá, principalmente nos municípios de Turvo e Meleiro.

O arroz se tornou ainda um importante item na pauta de exportações catarinense. Em 2020, os embarques aumentaram mais de 600% em relação ao ano anterior, totalizando US$20,4 milhões em faturamento e 48,2 mil toneladas vendidas. Os principais compradores do arroz produzido no estado foram África do Sul, Guatemala e Senegal.

PORTAL DX - O melhor da informação da Região Oeste de Santa Catarina Santa Catarina dá início à colheita do arroz com lançamento de novo cultivar Segundo maior produtor nacional de arroz, Santa Catarina abre a colheita do grão com o...
Postado em 13 de Dezembro de 2018 às 14h49

Não aconteceu nada

Xanxerê vai terminar o ano sem a liberação do contorno viário leste. Dinheiro público e trabalho parado, à mercê do tempo. Detalhes acabaram impedindo a liberação do local e olha que até se viu muita autoridade indo buscar solução, mas voltando sem nada. Assim, fica o trecho inerte, sem desenvolvimento de toda a área comercial em sua extensão e servindo de depósito de lixo e descarte de animais vivos.

Não rolou
Também não foi terminada a lendária obra de saneamento básico da Campina. Uma vergonha para a região, mesmo sendo a sede dos 14 municípios, pelo visto, será a última da lista a conseguir ter um palmo de saneamento funcionando. Até tentou-se por diversas vezes retomar a obra, mas a falta de recursos foi o que impediu que os trabalhos terminassem como o desejado. Agora, teremos 2019 inteirinho para cobrar e, claro, assim que estiver funcionando começar a pagar também.

Sem saber se volta a ser 24
Outra questão que também ficou embaralhada em 2018 foi a funcionalidade e horário de atendimento do Pronto Atendimento 24 horas. Desde que caiu em administrações, depois de sua fundação na era Bruno Bortoluzzi, os gestores estão sempre buscando uma forma de parar com o atendimento, pois justificam que os gastos são muito maiores que o beneficio que o local oferece. Hoje, ele já não é mais 24 horas e isso chamou a atenção do Ministério Público, que pediu explicações. Enquanto isso, é só passar em qualquer hora do dia para ver o grande movimento de pacientes à espera de uma consulta.

Baixou 10
A procura menor por vaga em creches durante o período de férias em Xanxerê chamou a atenção. O que se espera, geralmente, é uma procura cada vez maior, mas dez crianças a menos foram inscritas. Por um lado é um bom sinal, pois mostra que os pais estão conseguindo um tempo maior para ficar com os filhos, ou encontraram alguém ou outro lugar que possam deixar as crianças neste período. Para a administração o que deve mudar é talvez um profissional a menos trabalhando, mas o atendimento acontecerá.

Escola Sem Partido
O tema polêmico do ano chamado “Escola Sem Partido” ficou para 2019. Em discussão acompanha por muitos, a comissão acabou não votando o parecer na 12ª reunião para tratar do tema. O projeto proíbe que professores manifestem posicionamentos políticos ou ideológicos e que discutam questões de gênero em sala de aula. Na Campina o tema foi levantado por legislador e também motivo de reuniões com lideranças.

Quer saber?

Durante o ano não se sabe se tivemos mais notícia de furtos ou de agressões. Nas últimas semanas, vias de fato viraram comuns e todo dia tem uma ocorrência. Agressões da Lei Maria da Penha também ganham notoriedade, mas agora com um diferencial, as mulheres estão revidando e batendo também. 

Veja também

Mensagem e convite Associação Espírita Chico Xavier02/09/19 "Pensai nas coisas que são de cima, e não nas que são da Terra." - PAULO. (COLOSSENSES, 3:2.) O Cristianismo primitivo não desconhecia a necessidade da mente sã e iluminada de aspirações superiores, na vida daqueles que abraçam no Evangelho a renovação substancial. O trabalho de notáveis pensadores de hoje encontra......
Viagem oficial de Moisés24/01/19 O governador fez durante está semana sua primeira viagem oficial a Brasília. Dentre os assuntos está o percentual de recursos da Saúde, duplicação da BR-470 e 280 e recursos hídricos. A pauta segue até a......

Voltar para Colunistas