Postado em 11 de Março de 2019 às 09h53

Reforma administrativa

A reforma administrativa proposta pela Prefeitura de Xanxerê pode não ser o que parece. Alguns vereadores questionam se a referida reforma vai gerar realmente economia aos cofres públicos. Na teoria a intenção da proposta é reduzir quase 50% dos cargos comissionados, com economia anual de mais de R$ 1 milhão. Dos 89 cargos comissionados passaria para o número de 51 cargos, redução de 43%.

O menos não é mais
Na opinião de alguns vereadores a redução dos cargos comissionados não necessariamente vai gerar economia porque os salários propostos para os 51 novos cargos são bem superiores aos da previsão anterior, inclusive na opinião de alguns legisladores, a proposta é uma “pseudo reforma” ou uma “reforma maquiada”. 

Incorporação
Como a justiça exigiu a extinção destes 89 cargos comissionados e agora haverá a nomeação de 51 novos cargos, para alguns legisladores, haverá sim gastos maiores porque algumas vantagens foram incorporadas nos salários. É só analisar algumas remunerações dos novos cargos, secretário vai receber R$ 10.802,14, mesmo valor para um novo cargo que não existia, a de Procurador Geral. O subprocurador geral vai receber o valor mensal de R$ 7.561,00 e assim por diante. Além disso há funções comissionadas que o servidor pode receber estão entre R$ 500,00 a R$ 2.000,00.

Polêmica
O assunto deve gerar bastante polêmica porque de um lado a proposta prevê economia, mas para outros a proposta só vai aumentar os custos para o órgão público. A verdade é que há um clima de instabilidade na prefeitura de Xanxerê, notória até para quem não convive diariamente no município.

Cidade pequena com grandes problemas
Há quem alegue de que Xanxerê não possui uma receita condizente com as altas demandas, de que é uma cidade de porte pequeno, mas com problemas de cidade grande. Não penso desta forma quando vejo a força do agronegócio, da indústria e do comércio. Xanxerê tem a receita proporcional ao seu tamanho e tem condições de bem atender as demandas da população. Talvez o município foi infeliz com a sequencia de gestores que passaram pelo município nos últimos anos, Xanxerê pode mais!

Veja também

Não aconteceu nada13/12/18 Xanxerê vai terminar o ano sem a liberação do contorno viário leste. Dinheiro público e trabalho parado, à mercê do tempo. Detalhes acabaram impedindo a liberação do local e olha que até se viu muita autoridade indo buscar solução, mas voltando sem nada. Assim, fica o trecho inerte, sem desenvolvimento de toda a área comercial......
Joimara Camilotti: Sobre danos aos patrimônios públicos23/11/18 Pra cair  Em pleno cruzamento entre as ruas Rui Barbosa e José de Miranda Ramos, no Centro de Xanxerê, eis que a placa de trânsito está prestes a cair. Pode ter sido ocasionada por um veículo que tenha se chocado, como......

Voltar para Colunistas