Santa Catarina dá início à colheita do arroz com lançamento de novo cultivar

Segundo maior produtor nacional de arroz, Santa Catarina abre a colheita do grão com o lançamento de novo cultivar. É o SCS 125 da Epagri, que foi apresentado aos produtores nesta sexta-feira, 19, durante o Dia de Campo da Cooperativa Regional Agropecuária Vale do Itajaí (Cravil), em Rio do Sul. O evento contou com a presença do secretário de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural, Altair Silva, e fez parte também das comemorações de 50 anos da Cravil.

"A abertura da colheita do arroz representa um marco para o agronegócio catarinense, um dia a ser celebrado. É o resultado de um trabalho coletivo que envolve produtores rurais, cooperativas, Governo do Estado e nossos técnicos e pesquisadores da Epagri. Comemoramos ainda o lançamento de um novo cultivar de arroz irrigado com características de alto índice de produtividade, que foram observadas já nas primeiras colheitas. Isso demonstra que o setor produtivo vem inovando, buscando novas tecnologias e aumentando cada vez mais a qualidade e produtividade em nossas lavouras", destaca o secretário Altair Silva.



O SCS 125 é 33º cultivar lançado em Santa Catarina e foi desenvolvido pela Estação Experimental da Epagri em Itajaí (EEI) - referência nacional em pesquisa pública com o grão. Entre as principais características deste arroz estão o alto potencial produtivo, boa qualidade de grãos, ciclo longo (tardio), resistência ao acamamento e bom nível de sanidade geral.

Segundo a presidente da Epagri, Edilene Steinwandter, o lançamento é mais uma prova da excelência catarinense nas pesquisas voltadas à cadeia produtiva de arroz. “Tanto esse, quanto nossos outros cultivares do grão, foram desenvolvidos pensando nas necessidades dos rizicultores catarinenses e buscam oferecer mais produtividade e sustentabilidade nas lavouras. O resultado desse trabalho se vê no campo, com Santa Catarina se firmando cada vez mais como um dos maiores produtores de arroz do Brasil”, declara.

Sanidade como diferencial produtivo

O engenheiro agrônomo da Agrogiusti, Edivani E. Coelho, já começou a plantar o SCS125 nos campos da empresa produtora de sementes de arroz e os resultados são promissores. A sanidade é um dos destaques.

De acordo com o engenheiro agrônomo, mesmo com condições climáticas favoráveis ao surgimento de doenças, com dias nublados e chuvosos, o material manteve a qualidade em relação a outros cultivares produzidos na empresa “A avaliação do desempenho do cultivar até o momento é muito boa, estamos muito satisfeitos, a expectativa é boa com relação à produtividade, sanidade e qualidade da semente”, relata.

Safra de arroz em Santa Catarina

Santa Catarina espera colher 1,18 milhão de toneladas de arroz nesta safra em 7,9 mil hectares plantados. A produção está concentrada na região de Araranguá, principalmente nos municípios de Turvo e Meleiro.

O arroz se tornou ainda um importante item na pauta de exportações catarinense. Em 2020, os embarques aumentaram mais de 600% em relação ao ano anterior, totalizando US$20,4 milhões em faturamento e 48,2 mil toneladas vendidas. Os principais compradores do arroz produzido no estado foram África do Sul, Guatemala e Senegal.

PORTAL DX - O melhor da informação da Região Oeste de Santa Catarina Santa Catarina dá início à colheita do arroz com lançamento de novo cultivar Segundo maior produtor nacional de arroz, Santa Catarina abre a colheita do grão com o...
Postado em 30 de Novembro de 2018 às 11h50

Santo de casa faz milagre?

Quem disse que não, não conhece Xanxerê! Brincadeira à parte, temos que deixar o reconhecimento por aquelas pessoas que contribuem para o desenvolvimento da cidade, que estudaram para isso e voltaram à terra Natal para devolver ou mostrar tudo que aprenderam. Assim, temos médicos, dentistas, professores e promotores, além de muitos outros profissionais que deixam de ganhar prestígio em cidades maiores para ficar próximo à família, à cidade, às pessoas que gostam. Se for para dizer um nome temos o promotor Marcos Augusto Brandalise, que vem tirando da gaveta problemas e soluções para o desenvolvimento de Xanxerê.

200 famílias
Por falar em solução, em breve mais famílias de Xanxerê passarão a contar com a escritura pública do imóvel. A previsão é que no próximo ano, ao menos 200 famílias do Bairro Vila União possam contar com o documento conquistado através do Programa Lar Legal. O bairro pode ser considerado o mais esquecido por todas as administrações e agora deverá entrar no mapa da cidade, afinal, com um empreendimento na entrada de mais de R$ 3 milhões, nada mais justo do que lembrar que existe vida atrás do ginásio Ivo Sguissardi.

55 terrenos

As famílias que não vão conquistar a escritura pelo programa são as que estão em área de risco e o Ministério Público já buscou uma forma de resolver a questão. Conforme o promotor Marcos Augusto, existe uma ação contra a Prefeitura para que realoque as famílias que estão, por anos, em área de risco. O promotor até lembrou que só no Loteamento Dharma Ville, a Prefeitura é proprietária de 55 terrenos, doados pelo loteador, que podem ser destinados a locação social.

Piscina com ondas no Oeste?

Matéria na coluna da Estela Benetti, desta semana, traz a novidade de um shopping da Capital que contará com uma roda gigante imensa e uma piscina com ondas onde poderá ser simulada a prática do surf. Um empreendimento top, mas aí se questione: estão no litoral, tem mar a vontade e ainda pensam em praticar o surf em um espaço fechado? Por que não trazer a ideia para o Oeste? Alguém avisa que não temos mar, mas temos muita gente que adoraria praticar o surf sem precisar percorrer 600 quilômetros. Um baita nicho de mercado para atrair os turistas para a nossa região também.

Colatto no Estado
É, pelo visto o vento que soprava durante a eleição está se concretizando. O PSL tão chapa pura e vontade de fazer diferente está a cada dia se aconchegando mais com o MDB. Os adversários bem que avisaram, mas se imaginaria que os convites para que emedebistas assumissem funções do governo de Carlos Moisés não acontecessem. Porém, já está em toda mídia que o então deputado federal Valdir Colatto, que não conseguiu sua reeleição, foi convidado a assumir a pasta da Agricultura no Estado. Se for concretizado o nome, tanto Santa Catarina como Xanxerê ganham, pois Colatto tem conhecimento de sobra na área.

Quer saber?
A disputa está quente para ver quem será o novo presidente da Assembleia Legislativa. Aqui da Campina só se observa, apesar de já ter candidatos com mais preferência. 

Veja também

Coluna Joimara 224/10/18 De ponta-cabeça Bom lembrar que segunda-feira, dia 15, é o Dia do Professor e nada mais justo que enaltecer o trabalho dessa classe, que passa anos sofrendo com baixos salários, sem previsão de emprego e até mesmo sendo humilhado e agredido em sala de aula. Renovação Não foi só Xanxerê que mostrou a vontade pela renovação......
Joimara Camilotti: Sobre danos aos patrimônios públicos23/11/18 Pra cair  Em pleno cruzamento entre as ruas Rui Barbosa e José de Miranda Ramos, no Centro de Xanxerê, eis que a placa de trânsito está prestes a cair. Pode ter sido ocasionada por um veículo que tenha se chocado, como......

Voltar para Colunistas