Postado em 31 de Janeiro às 10h47

Situação complicada

A situação envolvendo tanto professores quanto alunos da Celer Faculdades de Xaxim estão dando o que falar. O sindicato dos professores já demonstrou que está firme na cobrança dos direitos dos trabalhadores que os pagamentos iniciam ainda nesta semana. Por outro lado, os acadêmicos não sabem o que fazer, pois já fizeram o pagamento das matrículas sem a garantia de que terão aulas.

Cenário
O mesmo que acontece com a Celer é sentido em outras empresas da região que precisaram fechar suas portas, deixando os funcionários a ver navios. Os acordos trabalhistas podem demorar e o trabalhador perder alguma vantagem, caso opte por um acerto com a empresa. No entanto, continuar trabalhando sem receber o salário também não está sendo fácil, mas se espera que o cenário comece a mudar e situações como está não se repitam.

Para Brumadinho
O trabalho do Corpo de Bombeiros de Xanxerê, através do uso do cão, novamente será utilizado para ações Brasil a fora. Bombeiro e cão já devem estar em Brumadinho auxiliando na busca por corpos em meio a lama deixada pela ruptura da barragem de rejeitos.

Não dá mais
O que aconteceu em Minas Gerais, envolvendo a Vale é algo que o Brasil não pode mais deixar se repetir. Não bastasse todo o sofrimento acompanhado com detalhes pelo mundo inteiro do que ocorreu em Mariana, agora vemos a nem tanto conhecida por esses lados cidade de Brumadinho tomar conta dos noticiários desde as primeiras horas da manhã. Uma imensidão de lama misturada com dor e revolta por não ser feito as coisas como devem ser. Por não haver fiscalização, acompanhamento pertinente e acima de tudo, se pensando nas pessoas. Infelizmente hoje vemos o preço que muita gente paga pela vida alheia.

Basta
Espera-se que está tragédia não fique impune como tantas outras. Que sirva de exemplo para que novos desastres assim não ocorram. Que conscientize grandes empresários da necessidade de normas de trabalho, acesso e segurança. Para famílias, como as do incêndio da Boate Kiss, aqui no Sul, não amarguem a dor por anos, ao perder seus parentes devido a negligência.

Outro basta
O que também não dá mais é tanto holofote para as questões envolvendo o ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva. Com a morte de seu irmão mais velho, começou o debate da possibilidade de Lula ir ou não ir. O porquê de ir ou de não ir e assim foi. Conclusão: o irmão foi enterrado e Lula não foi. Custa menos divulgação em cima de uma tristeza.

 

Veja também

Bloco do aumento08/03 O Carnaval até pode ter passado, mas que a folia não parou na quarta-feira de Cinzas, tenham certeza. Na Campina, após divulgação da prestação de contas da administração, ficou evidenciado que medidas para reduzir o “buraco” que a Prefeitura está tendo que preencher com a iluminação pública, vão precisar ser......
De casa29/11/18 Como é bom ver quem marcou a sua vida tendo sucesso e se realizando na carreira. Não que precisasse de muito para a dona Luzzi, ou melhor, Maria de Lourdes Luzzi, conquistar isso. Ela que, por anos, desenhou e costurou centenas de vestidos de......
Luisiane Shaedler : “ A vida me leva sempre a buscar novos caminhos”22/03 Luisiane Schaedler é daquelas mulheres que consegue dar conta de tudo o que lhe for proposto, sem deixar a família, o casamento ou a profissão em segundo plano. Vivendo há 32 anos em Faxinal dos Guedes, conseguiu conquistar o que......

Voltar para Colunistas