Santa Catarina dá início à colheita do arroz com lançamento de novo cultivar

Segundo maior produtor nacional de arroz, Santa Catarina abre a colheita do grão com o lançamento de novo cultivar. É o SCS 125 da Epagri, que foi apresentado aos produtores nesta sexta-feira, 19, durante o Dia de Campo da Cooperativa Regional Agropecuária Vale do Itajaí (Cravil), em Rio do Sul. O evento contou com a presença do secretário de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural, Altair Silva, e fez parte também das comemorações de 50 anos da Cravil.

"A abertura da colheita do arroz representa um marco para o agronegócio catarinense, um dia a ser celebrado. É o resultado de um trabalho coletivo que envolve produtores rurais, cooperativas, Governo do Estado e nossos técnicos e pesquisadores da Epagri. Comemoramos ainda o lançamento de um novo cultivar de arroz irrigado com características de alto índice de produtividade, que foram observadas já nas primeiras colheitas. Isso demonstra que o setor produtivo vem inovando, buscando novas tecnologias e aumentando cada vez mais a qualidade e produtividade em nossas lavouras", destaca o secretário Altair Silva.



O SCS 125 é 33º cultivar lançado em Santa Catarina e foi desenvolvido pela Estação Experimental da Epagri em Itajaí (EEI) - referência nacional em pesquisa pública com o grão. Entre as principais características deste arroz estão o alto potencial produtivo, boa qualidade de grãos, ciclo longo (tardio), resistência ao acamamento e bom nível de sanidade geral.

Segundo a presidente da Epagri, Edilene Steinwandter, o lançamento é mais uma prova da excelência catarinense nas pesquisas voltadas à cadeia produtiva de arroz. “Tanto esse, quanto nossos outros cultivares do grão, foram desenvolvidos pensando nas necessidades dos rizicultores catarinenses e buscam oferecer mais produtividade e sustentabilidade nas lavouras. O resultado desse trabalho se vê no campo, com Santa Catarina se firmando cada vez mais como um dos maiores produtores de arroz do Brasil”, declara.

Sanidade como diferencial produtivo

O engenheiro agrônomo da Agrogiusti, Edivani E. Coelho, já começou a plantar o SCS125 nos campos da empresa produtora de sementes de arroz e os resultados são promissores. A sanidade é um dos destaques.

De acordo com o engenheiro agrônomo, mesmo com condições climáticas favoráveis ao surgimento de doenças, com dias nublados e chuvosos, o material manteve a qualidade em relação a outros cultivares produzidos na empresa “A avaliação do desempenho do cultivar até o momento é muito boa, estamos muito satisfeitos, a expectativa é boa com relação à produtividade, sanidade e qualidade da semente”, relata.

Safra de arroz em Santa Catarina

Santa Catarina espera colher 1,18 milhão de toneladas de arroz nesta safra em 7,9 mil hectares plantados. A produção está concentrada na região de Araranguá, principalmente nos municípios de Turvo e Meleiro.

O arroz se tornou ainda um importante item na pauta de exportações catarinense. Em 2020, os embarques aumentaram mais de 600% em relação ao ano anterior, totalizando US$20,4 milhões em faturamento e 48,2 mil toneladas vendidas. Os principais compradores do arroz produzido no estado foram África do Sul, Guatemala e Senegal.

PORTAL DX - O melhor da informação da Região Oeste de Santa Catarina Santa Catarina dá início à colheita do arroz com lançamento de novo cultivar Segundo maior produtor nacional de arroz, Santa Catarina abre a colheita do grão com o...
Postado em 28 de Novembro de 2018 às 14h44

Visão de político ou de gestor?

  • PORTAL DX - O melhor da informação da Região Oeste de Santa Catarina -

Cada vez mais a figura de político que só dá a mão para o povo em época de pedir voto vem ficando para trás. Hoje as pessoas já tem noção de que não é só ser simpático e acessível, mas que a figura política precisa ter projetos e mostrar como fazer. O eleitor já está cansado de perder seu voto não vendo o resultado que se esperava e por que disso? Porque não se trabalha com gestão, com planejamento com vontade de fazer o município crescer.

Preparo
Já se costura novos nomes, e como disse o vice-prefeito de São Lourenço do Oeste, em entrevista nesta edição, um político precisa ser preparado um ano antes, assim poderemos ir percebendo quem poderá concorrer as vagas, quem tem chances e projetos e acima de tudo, que não fica só no papo ou na dependência que sua equipe realize.

E a equipe
Se tratando de equipe de governo é triste ver que muita coisa não sai do chão porque integrantes da própria equipe não colaboram e isso não vale só para departamentos públicos. Percebemos nas empresas também o quanto uma pessoa sem vontade ou com outras intenções pode prejudicar toda uma marca. Isso vai desde a cara fechada de um atendente, até um projeto mal feito. Escolher com quem você quer dividir as conquistas é muito importante em qualquer setor.

Isso vale muito para o legislativo
Escolher quem poderá fiscalizar pelo povo parece uma tarefa fácil, mas sabe-se que não é. Se já é difícil escolher nove nomes, imaginem 13 ou mais? Também não se percebe tantas pessoas interessadas em concorrer a vaga, algo que no passado parecia valer mais a pena. Hoje se fala que é necessário mais representatividade na Câmara, principalmente na de Xanxerê, para dar conta de ações, que se cortar daqui ou dali sobra para ter mais legisladores, mas diga rápido o nome de três vereadores que você tenha percebido o trabalho? Difícil né encontrar três pense 13.

Como se aproximar de Chapecó
Com os dias atarefados não paramos para pensar muito no que está acontecendo na cidade e só vemos o que falta acontecer. Tem muita coisa boa rolando em Xanxerê, já mudamos muito, mas ainda estamos a léguas do que poderia estar. E isso vale para os demais municípios da Amai. Quando poderemos chegar perto da potência que é Chapecó? Quem está pensando nisso? Quem é que poderá nos levar até esse patamar? Estamos sempre remando nos mesmos problemas na região toda; é a questão da saúde, estradas do interior, falta de emprego. Sempre a mesma coisa. Será que somos nós que não percebemos, não divulgamos, propagamos ou não existe mesmo.

Quer saber?
Agora você poderá acompanhar e mandar sua opinião para esta coluna, no nosso portal. Acesse www.portaldx.com.br. 

Veja também

Quem serão os candidatos em Cordilheira Alta?29/07/19 Chapa Única? Eu até não acreditei quando ouvi, mas há rumores nos bastidores da política de Cordilheira Alta em que se cogita a reedição da chapa única, ou seja, a manutenção do governo......
Orgulho!!05/04/19 Vídeo institucional mostrando o crescimento de Xanxerê, que circula pela internet, tem chamado a atenção e feito muitas pessoas pensaram sobre o local onde vivem. É claro que sempre se quer mais e se busca pelo melhor e......

Voltar para Colunistas