Postado em 23 de Abril às 07h57

Chapecó agora só tem uma ligação aérea com Florianópolis

Portal DX - O melhor da informação da Região Oeste de Santa Catarina Em razão de crise que enfrenta nos últimos anos, a Avianca Brasil deixou nesta segunda-feira (22) de operar no Aeroporto Serafim Bertaso, de Chapecó,...

Em razão de crise que enfrenta nos últimos anos, a Avianca Brasil deixou nesta segunda-feira (22) de operar no Aeroporto Serafim Bertaso, de Chapecó, suprimindo assim a ligação aérea que operava na rota Chapecó-Florianópolis. A Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC) lamenta que, por enquanto, apenas uma empresa (a Azul) fará a ligação Chapecó-Florianópolis, devendo a GOL iniciar em 15 de maio uma rota com a Capital do Estado.

A Avianca começou nesta segunda-feira a devolver mais oito aviões de sua frota às empresas de leasing proprietárias das aeronaves. Ao todo, 18 aeronaves (das 25 em operação) serão devolvidas a essas empresas. Outras três ainda estão em negociação.

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) informa que as devoluções cumprem decisões judiciais, atendendo pedido das empresas de leasing. Algumas devoluções estão sendo feitas gradualmente, de forma a mitigar os efeitos para os passageiros que viajaram no feriado de Páscoa.

Por determinação da Anac, a companhia terá de adequar sua malha aérea, seu sistema de venda de passagens e dar ampla divulgação dos voos cancelados de forma a minimizar o impacto pela retirada das aeronaves.

Em sua página na internet, a empresa vem informando aos passageiros o cancelamento pontual de voos, por meio de uma lista atualizada com a identificação dos voos cancelados.

De acordo com a Avianca, o serviço visa minimizar o impacto na sua operação e aos passageiros. A empresa afirma que manterá o compromisso, assumido com a Anac, de informar com antecedência mínima de 72 horas os voos que serão cancelados.

RECUPERAÇÃO JUDICIAL
No último dia 5, a assembleia de credores aprovou o plano de recuperação judicial em uma reunião que durou mais de sete horas. O plano prevê a divisão da empresa por meio da criação de sete unidades produtivas isoladas (UPIs), que serão levadas a leilão. Seis UPIs conterão partes dos direitos de pousos e decolagens (“slots”) da Avianca nos aeroportos de Congonhas, Guarulhos e Santos Dumont e uma vai englobar o programa de fidelidade da empresa.

O plano de recuperação da empresa aérea foi homologado no último dia 12 pelo juiz Tiago Henriques Papaterra Limongi, da 1ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais de São Paulo. De acordo com a decisão, a empresa permanecerá em recuperação judicial até que se cumpram as obrigações previstas no plano.

A orientação é que os passageiros busquem informações no site da empresa: https://www.avianca.com.br/-/cancelamento-de-voos-a-partir-de-abril-.

Para saber sobre direitos, os consumidores devem acessar o site da Agência Nacional de Aviação Civil: www.anac.gov.br. Reclamações também podem ser feitas na plataforma www.consumidor.gov.br.

NOVOS VOOS DA GOL EM CHAPECÓ

A administração do aeroporto de Chapecó informou que a AZUL está operando normalmente e que as novas linhas aéreas da empresa GOL começam a operar no dia 15 de maio.

· 06h saída de Florianópolis – 07h chegada em Chapecó.

· 7h30 saída de Chapecó – 8h10 chegada em Guarulhos/SP.

· 21h05 saída de Guarulhos/SP – 22h15 chegada em Chapecó.

· 22h45 saída de Chapecó – 23h45 chegada em Florianópolis.

Veja também

Faesc apoia medida da ALESC na questão dos incentivos fiscais07/03 Em reunião realizada nesta semana, o presidente da ALESC Júlio Garcia e os líderes dos Partidos com assento na Casa decidiram por unanimidade suspender até dia 31 de julho de 2019 os efeitos dos Decretos nº 1.866 e 1.867, editados em 27 de dezembro de 2018 e que entrariam em vigor em 1º de abril. ...
Mega-Sena acumula e vai pagar R$ 105 milhões25/04 IMAGEM: Rafael Neddermeyer/Fotos Públicas Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 2.145 da Mega-Sena, realizado na noite desta quarta (24) em São Paulo (SP). As dezenas sorteadas foram: 06 - 08 - 28 - 51 - 53 - 59. A quina......

Voltar para Economia