Postado em 07 de Dezembro às 11h11

Empresário de Xanxerê investe em ano considerado de crise para muitos

Foram mais de 20 carretas em equipamentos adquiridos pelo empresário.

Por Joimara S.Camilotti

Xanxerê – Em um ano visto como de crise e dificuldades para muitos empresários nos mais diversos setores, conseguir se manter na atividade e ainda expandir os negócios foi tarefa árdua, mas há exemplo de quem conseguiu isso em 2018. O empresário xanxerense Oscar Martarello, do ramo da metalmecânica foi um dos destaques em enfrentamento de crise com sucesso.


Há anos no mercado, o empresário que é categórico ao afirmar que jamais vai deixar Xanxerê, destaca que a situação do País é diferente das demais do mundo, uma porque a compra é aberta a qualquer pessoa, a venda é globalizada, beneficiando até mesmo a compra de um par de tênis da China, ou outra mercadoria. Por outro lado, se perde na hora de produzir que não conta com a mesma visão globalizada.


No entanto, Martarello frisa que o Brasil está no caminho, que a reforma trabalhista vem para beneficiar as condições de trabalho, mas que a carga tributária ainda precisa ser revista. “Temos tudo para fazer o Brasil crescer, temos riquezas naturais e estamos num Estado privilegiado, sem contar na nossa região Oeste que é destaque em vários setores”, disse.


Em um ano atípico, Martarello expandiu seus negócios. Do Estado do Recife, comprou uma empresa e trouxe para Xanxerê, 20 carretas carregadas de maquinário. Com filiais em vários municípios, parte do material fica em Xanxerê e o restante segue para as demais empresas.


“A empresa vai crescendo e precisamos investir e alcançar outros espaços, mas não pretendo chamais sair de Xanxerê, gosto daqui e tem muita coisa boa. Sempre estamos investindo e acreditando. Estou muito confiante com o País e tenho certeza que teremos vários anos para crescer. Não vai ser um boom a partir de janeiro, mas vamos ter um crescimento lento por vários anos”, disse.


Questionado sobre sua receita de sucesso, Martarello não deixa de citar a importância das pessoas estarem envolvidas com a comunidade, participando de clubes de serviço, da igreja e de alguma forma estar auxiliando os demais.

“Para os empresários digo que continuem fazendo o que estão fazendo, que tentem olhar para dentro, reclamar menos, que cada um faça a sua parte, tendo visão de futuro, porque o mercado muda muito rápido e temos sempre que buscar inovar, valorizar a equipe de trabalho e acreditar que o Brasil vai crescer e não em um só segmento”, finalizou.
 

Veja também

Lojas de Móveis e Eletrodomésticos atendem em horários diferenciados07/12 POR: CRISTIANE ALINE Xanxerê – Desde o início do mês de dezembro o comércio de Xanxerê atende em horário diferenciado para as compras de final de ano, mas dentro do programado e indicado pela Câmara......

Voltar para Economia