Postado em 24 de Maio às 13h39

Brasileiros competem em Paris por vaga no Roland-Garros Júnior

Portal DX - O melhor da informação da Região Oeste de Santa Catarina Foto: Marcello Zambrana, Divulgação CBT Dois brasileiros estão muito perto de realizar o sonho de entrar na chave principal do torneio juvenil de...

Foto: Marcello Zambrana, Divulgação CBT

Dois brasileiros estão muito perto de realizar o sonho de entrar na chave principal do torneio juvenil de Roland Garros. Os paulistas Camilla Bossi e Gustavo Heide já estão em Paris, onde jogarão a partir deste sábado (25) contra atletas da Índia e da China valendo uma vaga no Grand Slam Júnior.

Para chegarem à capital francesa com todas as despesas pagas, os dois jovens foram campeões do Roland-Garros Junior Wild Card Series by Oppo, que é realizado no Brasil desde 2015 em uma parceria entre a Confederação Brasileira de Tênis (CBT) e a Federação Francesa de Tênis (FFT). O torneio é um atalho para os tenistas que sonham em entrar no Grand Slam juvenil. Neste ano, a disputa foi no Itamirim Clube de Campo, em Itajaí (SC), entre 3 e 7 de abril.

"Precisamos enaltecer o empenho e o desempenho do Gustavo e da Camilla, que merecidamente conquistaram essa vaga para Paris, onde irão disputar a vaga no Roland-Garros Júnior. Mas quero ratificar também a importância da oportunidade gerada pela CBT, por meio da parceria consolidada com a FFT, que nos permitiu realizar o torneio no Brasil pela quinta vez. Esse tipo de relação institucional é muito importante para continuarmos gerando oportunidades para nossos jovens tenistas. Por isso, estarei em Paris na próxima semana para tratar da renovação contratual com a Federação Francesa de Tênis para permanecermos realizando esse tipo de atividade no Brasil, que é um dos nossos princípios no desenvolvimento do tênis de base", destaca Rafael Westrupp, presidente da CBT.

Número 139 do ranking da ITF da categoria, Gustavo Heide tem como desafiantes o chinês Li Zixuan (1144 da ITF) e o indiano Mann Maulik Shah (90). O paulista de Ribeirão Preto tenta repetir os feitos de Gabriel Decamps em 2015 e Mateo Reyes em 2018, que entraram no Roland-Garros Junior após ganharem a seletiva em Paris.

"Eu acabei fazendo uma cirurgia no apêndice depois do título em Itajaí, fiquei duas semanas parado, mas já voltei a treinar e estou me sentindo muito bem. Já olhei quem serão meus rivais e sei que, se jogar bem, eu vou conseguir entrar na chave. Estou animado e vou dar o meu máximo lá", garantiu o jovem de 17 anos.

Natural de São Paulo, Camilla Bossi tem apenas 16 anos e surpreendeu em Itajaí. A número 547 do ranking da ITF terá pela frente a chinesa Tian Fangran (457) e a indiana Humera Baharmus (sem ranking na ITF). No ano passado, a também paulista Ana Paula Melilo venceu a seletiva brasileira e, depois, conquistou o direito de disputar o Grand Slam em Paris.

"Depois de Itajaí, eu fiquei um mês só treinando, sem competir, para me aperfeiçoar e ajustar tudo para Roland-Garros. Estou bem confiante. Sei que serão dois jogos duros, mas estou preparada e tenho chances. Esse período foi muito bom, recebi muitas mensagens após o título, de amigos, família, e isso só me encheu de energia positiva para buscar essa vaga", destaca Camilla.

O Roland-Garros Junior Wild Card Series by Oppo em Itajaí teve o patrocínio da Taroii Investment Group. Realização: CBT - Confederação Brasileira de Tênis, em parceria com a Federação Francesa de Tênis.

Veja também

Saiba como prestigiar os jogos do Grand Prix de futsal feminino em Xanxerê15/05 Para a reinauguração da Arena Ivo Sguissardi, a Prefeitura de Xanxerê através da Secretaria Municipal de Esportes, Cultura e Lazer prepara uma programação especial, com evento oficial da Fifa, o Grand Prix de Futsal Feminino, com as seleções do Brasil, Chile, Argentina e Paraguai. Para o evento de abertura, dia 30 de maio, às 18h30min a entrada é......

Voltar para Esporte