Postado em 18 de Março às 14h23

Na saúde e na doença: Casal comemora 36 anos de casamento no HRSP

A ação surpresa foi organizada pelos colaboradores do hospital juntamente com a esposa Lurdes

Xanxerê - A missa realizada no Hospital Regional São Paulo (HRSP), de Xanxerê, na última sexta-feira (15) teve um momento muito especial, principalmente para o casal Vilmar Antônio Pompermaier e Lurdes Maria Rodigheri, que recebeu a bênção do padre por completar 36 anos de casamento. Vilmar está hospitalizado desde o dia 19 de fevereiro, em função de um problema cardíaco. Já passou por um procedimento e se recupera bem, no entanto não pôde comemorar a chegada das Bodas de Cedro em casa. Ao descobrir a data tão importante para o paciente, o Grupo de Humanização da instituição decidiu organizar a bênção.

A ação surpresa foi organizada pelos colaboradores do hospital juntamente com a esposa Lurdes. Vilmar acreditava que participaria de uma missa comum, como ocorre todas as sextas-feiras no auditório do hospital. Após a comunhão, o padre então iniciou a bênção ao casal junto ao filho, Jorge Pompermaier, e alguns familiares. Fotos do casamento, no dia cinco de março de 1983, foram exibidas, assim como uma mensagem escrita pela esposa. Um momento de bastante emoção a todos que participaram da celebração. Por fim, o bolo que de maneira simbólica encerrou a comemoração.

A surpresa rendeu boas risadas ao paciente, que não escondia a felicidade em viver aquele momento. “Nem desconfiei de nada quando ela me convidou para vir à missa. E olha que ela insistiu”, brincou Vilmar, após a bênção. Lurdes comentou ainda que já havia ocorrido uma pequena comemoração no quarto, quando houve a visita dos palhaços voluntários. “No dia cinco, data em que completamos 36 anos, comemoramos no quarto, onde recebemos a visita do Plantão Palhaço, que cantaram e nos animaram mesmo estando vivendo uma internação longa. Agora tivemos esse momento, é como se estivéssemos em uma grande família aqui no hospital”, comenta a esposa.

“Esse tipo de ação, por mais simples que seja, é importante no processo de tratamento por vários motivos: como tirar o paciente do leito, promover uma interação em grupo e com a família, e fazê-lo se sentir lembrado e amado. Sem contar o olhar humanizado, de ver o paciente além do seu quadro clínico, proporcionando-lhe bem-estar físico e mental”, explica a coordenadora do Grupo de Humanização e psicóloga, Denise Sasso.

As Bodas de Cedro carregam uma simbologia que combina bastante com o momento em que o casal vive. O cedro é uma árvore que se caracteriza por ter um tronco firme e pode chegar a grandes alturas, cerca de 25 metros. Assim como os 36 anos de casamento, com fortes e resistentes raízes que sustentam a vida a dois.

Veja também

MPSC emite recomendação a 85 municípios infestados pelo mosquito da dengue29/05 Recomendação foi emitida após Vigilância Sanitária Estadual relatar que medidas tomadas até o momento não estão sendo suficientes para conter proliferação do Aedes Aegypti. O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) expediu recomendação aos 85 municípios considerados infestados pelo mosquito Aedes......
Vereador xaxinense questiona valores atualizados do IPTU de Xaxim15/05 O vereador do MDB, Gildomar Michelon apresentou na reunião ordinária de quinta-feira, 09, o pedido à administração municipal, que foi aprovado por unanimidade, solicitando informações referente a metodologia......

Voltar para Geral