Postado em 11 de Janeiro às 09h21

Produtores de Marema investem na produção de vinho

Em Marema a tradição está sendo aperfeiçoada. Produtores estão sendo capacitados através de uma parceria entre a Prefeitura, Secretaria Municipal de Agricultura, Sebrae e Epagri. 

Marema - A produção de vinhos coloniais faz parte da cultura de muitas famílias. Em Marema a tradição está sendo aperfeiçoada. Produtores estão sendo capacitados através de uma parceria entre a Prefeitura, Secretaria Municipal de Agricultura, Sebrae e Epagri. As orientações estão sendo repassadas pelo Enólogo Fábio Ecco.


De acordo com a Extensionista da Epagri, Dulce Cenci, são cerca de 18 famílias inscritas no projeto. Os principais vinhos produzidos em Marema são das variedades de uva bordô, Isabel (tinto) e Niágara branco. A fruta, em sua maioria é adquirida da serra gaúcha e região catarinense de Videira e Pinheiro Preto.

“O foco do trabalho, que iniciou com curso teórico e segue com orientações do enólogo nas propriedades, à princípio é para produção para autoconsumo, ou seja, vinhos com qualidade para serem consumidos pelas próprias famílias.”


Dulce explica que os produtores aprenderam sobre as boas práticas de produção, especialmente quanto a higienização do manipulador, do local de produção, vasilhames e utensílios.

"Eles foram capacitados sobre a qualidade da uva a ser transformada em vinhos, os processos de moagem, medição de graduação e correção de açúcares, trasfegas e o uso correto de insumos produtivos, como leveduras e enzimas, que otimizam a fermentação e fazem a retirada de princípios ativos não desejáveis do mosto. E ainda, foram orientados sobre a armazenagem e conservação do produto finalizado,” finaliza.

Veja também

Idade das artérias pode ser diferente da idade biológica do paciente26/04 Estudos feitos na Europa pela sociedade médica Artery descobriram um novo exame capaz de identificar se uma pessoa, mesmo jovem, tem artérias rígidas que podem causar lesões comumente encontradas em pessoas mais velhas. Isso significa que a idade das artérias pode ser diferente da idade biológica do paciente e quanto mais velhas elas forem, maiores são os riscos para......
Malásia devolverá 3 mil toneladas de plástico aos países de origem28/05 Depois de a China ter proibido a importação de lixo plástico, interrompendo o fluxo de mais de 7 milhões de toneladas por ano, a Malásia tornou-se o principal receptor mundial desse tipo de resíduo. Agora, o governo......

Voltar para Geral