Postado em 26 de Abril de 2019 às 08h07

Vereadores xaxinenses buscam mais informações sobre situação da Dengue no município

PORTAL DX - O melhor da informação da Região Oeste de Santa Catarina O presidente do Poder Legislativo Xaxinense, Inácio Luiz Bracht, juntamente com a vereadora Joseane Sampaio, participaram na tarde desta quinta-feira, 25, da...

O presidente do Poder Legislativo Xaxinense, Inácio Luiz Bracht, juntamente com a vereadora Joseane Sampaio, participaram na tarde desta quinta-feira, 25, da reunião da Sala de Situação da Vigilância Epidemiológica, realizada na Rede Feminina de Combate ao Câncer.

A reunião acontece mensalmente e o assunto principal em discussão, foi o primeiro caso de dengue confirmado no município De acordo com enfermeira responsável pela Vigilância Epidemiológica, Elisete de Souza, o homem de 41 anos que contraiu a doença, sentiu os primeiros sintomas no município de Penha, SC, depois disso, em virtude do estado avançado da doença, ele foi internado no Hospital Frei Bruno, diminuindo o índice de contaminação.

O procedimento que a Vigilância adotou após a confirmação do caso, foi realizar o mapeamento dos pontos por onde ele passou, e um inseticida foi aplicado para eliminar qualquer provável vestígio da doença. A ação contou com o apoio da Regional de Saúde.

Além disso, o Setor expôs a todos os presentes a situação preocupante que se encontra o município de Xaxim. O município registrou mais de 400 focos de dengue e 74 armadilhas em toda a cidade. Hoje, segundo Elisete, não pode dizer que um bairro possuí mais focos ou menos, pois a infestação é geral em todos os locais.

Sobretudo, a enfermeira colocou a situação de moradores e catadores de lixo, que deixam os materiais depositados nos locais e não têm cuidados para evitar a proliferação do mosquito. O trabalho das agentes de endemias, Vigilância Sanitária e todos os envolvidos está sendo realizado, no entanto, está faltando a conscientização da população frente a situação grave em que o município se encontra.

O presidente do Legislativo Municipal questionou se o município está preparado para enfrentar uma possível epidemia de dengue, em virtude do alto número de focos já registrados. Elisete explicou que nenhum município está preparado para isso, inclusive a população irá pagar uma conta muito alta pela falta de cuidado neste momento.

Na oportunidade, a vereadora Joseane questionou sobre a sugestão para aquisição de um drone para identificar água parada e possíveis pontos de proliferação em prédios e estruturas mais altas. Segundo o secretário de Saúde, Davi Provenzi Machado, está sendo estudada a melhor forma, seja compra do equipamento ou contratação do serviço.

Uma reunião será agendada com o Ministério Público para formalizar o pedido de auxilio em determinadas situações enfrentadas pelos profissionais da saúde. 

Veja também

Crianças falam sobre inclusão e acessibilidade com quem enfrenta o desafio17/05/19 Nesta semana, nos dias 14 e 15, alunos do ensino fundamental do Colégio Integração participaram de uma aula especial sobre inclusão e acessibilidade. Na terça-feira (14) alunos do 2º e 3º ano do período matutino participaram de um bate-papo com Ivan Durand Junior e na quarta (15) à tarde foi a vez dos alunos dos 3º, 4º e 5º anos, mas......
Venda de soda cáustica ao consumidor poderá ter restrições19/06/19 A Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara aprovou nesta terça-feira (18) projeto (PL 9593/2018), de autoria da deputada federal Carmen Zanotto (Cidadania-SC), que proíbe a venda de soda cáustica diretamente......

Voltar para Geral