Número de mortos em ataque a aeroporto de Istambul sobe para 41

Três explosões na terça-feira deixaram ainda 239 feridos. Até o início desta manhã, nenhum grupo reivindicou o ataque.

Por Raphael Spiller 29/06/2016 - 08:34 hs
Foto: Foto: 140journo/via Reuters
Número de mortos em ataque a aeroporto de Istambul sobe para 41
Imagem da entrada do aeroporto em Istambul após explosões no local

O número de mortos no atentado ocorrido no Aeroporto Internacional de Istambul, na Turquia, subiu para 41 e o de feridos, para 239, de acordo com um novo balanço divulgado nesta manhã de quarta-feira (29). Na terça (28), três suicidas provocaram explosões no terminal internacional do Ataturk, que é o 3º aeroporto mais movimentado da Europa, atrás de Heathrow (Londres) e Charles de Gaulle (Paris).

Entre os mortos que foram identificados, estão 23 turcos e 13 estrangeiros. Entre os estrangeiros, estão cinco sauditas, dois iraquianos, um chinês, um jordaniano, um tunisiano, um uzbeque, um iraniano e um ucraniano. Entre os 13 estrangeiros, três tinham dupla nacionalidade. O balanço anterior apontava 39 mortos e 147 feridos. 

O Ataturk reabriu na quarta-feira (29) após ficar fechado por cerca de cinco horas. O jornal "Hürriyet" informa, no entanto, que poucos voos são previstos, segundo a agência Efe. Os voos seguem cancelados ou atrasados, segundo informações do aeroporto disponíveis na web.

Após as explosões no terminal internacional, que ocorreram por volta das 22h no horário local (16h de Brasília) de terça-feira, aterrissagens e a decolagens foram suspensas. Os voos que chegavam durante o fechamento do aeroporto foram encaminhados para a cidade de Esmirna, localizada cerca de 300 quilômetros do sudoeste de Istambul.

O que sabemos até aqui:
- Três explosões atingiram o terminal internacional antes da área do raio X
- São 41 mortos e 239 feridos, segundo o governo da Turquia
- Antes de se explodirem, 3 homens abriram fogo com fuzis
- Nenhum grupo reivindicou o ataque até o momento, mas há suspeitas de uma ação do Estado Islâmico

A TV turca informou durante a madrugada que 18 corpos já foram liberados para familiares na Turquia.

Nenhum grupo reivindicou o ataque até o momento. Informações iniciais "sugerem" que o Estado Islâmico estaria por trás dos ataques, segundo a agência turca Dogan, que atribui a informação a fontes policiais. O premiê turco, Binali Yıldırım, também afirmou que as informações obtidas até o momento apontam que o Estado Islâmico foi responsável pelo ataque.

Informações Globo.com