Raimundo Colombo deixará governo no início de 2018 para disputar Senado

Eduardo Pinho Moreira (PMDB), vice de Raimundo Colombo, será o governador de SC em 2018

16/11/2016 - 09:35 hs
Foto: Arquivo

O projeto político de Raimundo Colombo (PSD) para 2018 foi explicitado pela primeira vez desde que assumiu o segundo mandato, durante entrevista coletiva na Casa d’Agronômica. Ele vai renunciar no início de 2018 para concorrer ao Senado, transmitindo o governo ao vice Eduardo Pinho Moreira (PMDB).

A estratégia também ficou mais clara. O governador convidará o PSDB para integrar sua gestão a partir de janeiro de 2017, costurando uma nova aliança que pode também incluir o PP no próximo embate eleitoral.

O governador enfatizou pela primeira vez que vai apoiar o candidato do PSD à sua sucessão, sustentando que é um direito que o partido tem de disputar o governo.

Colombo não descartou o PMDB. Ao contrário, revelou dois objetivos políticos: ampliar a base de apoio e pavimentar novos caminhos para a majoritária de 2018. Lembrou que os fatos se sucedem com muita rapidez e que é muito cedo para fazer projeções para as próximas eleições. Considera que Santa Catarina e o Brasil têm um difícil Rubicão para atravessar em 2017, que deverá ser melhor do que 2016, mas tende a ser igualmente muito difícil pela imperiosa necessidade das reformas.

Com seu conhecido estilo conciliador, Raimundo Colombo abre o leque de alternativas para 2018. O fato novo: busca o apoio do PSDB e do PP, mantendo como aliado o PMDB, que tem a maior bancada na Assembleia Legislativa e tem sido o principal aliado dede 2010.

 

*Diário Catarinense