Funcionário que gravou ilegalmente conversa de vereadora é afastado do cargo

Funcionário que gravou ilegalmente conversa de vereadora é afastado do cargo

A gravação teria sido feita sem conhecimento da vereadora

Por Portal DX 15/03/2017 - 08:59 hs
Foto: Divulgação
Funcionário que gravou ilegalmente conversa de vereadora é afastado do cargo
Driano Fantinelli é irmão do ex-prefeito Dilmar, e era funcionário da Câmara de Abelardo Luz

Abelardo Luz - O funcionário da Câmara Municipal de Vereadores de Abelardo Luz/SC, Driano Fantinelli, foi afastado do cargo pelo prazo de 60 dias, desde a segunda-feira, dia 13 de março. Ele foi denunciado pela vereadora Carla Kleinunbing – PSD, como responsável pela gravação clandestina de uma conversa entre os dois e postada em vários grupos de rede social.

A gravação teria sido feita sem conhecimento da vereadora em um bate-papo, após ter sido veiculada uma entrevista do engenheiro Fabiano Areis, proprietário da empresa construtora da Praça Central de Abelardo Luz, que procurou a imprensa local para denunciar o um dívida deixada pelo ex-prefeito Dilmar Fantinelli, irmão de Driano, no valor de R$ 340.000,00 em duas notas emitidas em novembro do ano passado.

Segundo o engenheiro, somente a nota de R$ 40.000,00 aparece empenhada. A de R$ 300.000,00 não foi encontrada nos empenhos de notas a pagar. Segundo a vereadora, que também é funcionária de carreira da prefeitura municipal como contadora, Driano teria a chamado para tratar de assuntos ligados à Câmara de Vereadores e no meio da conversa tocou no assunto da reportagem. Com um celular sobre a mesa gravou e editou a conversa posteriormente e postou nas redes sociais. 

O caso foi denunciado pela vereadora em plenário e posterior em oficio à Mesa Diretora do Legislativo, que através de portaria criou uma comissão de processo administrativo e afastou o funcionário Driano Fantinelli, para não atrapalhar as investigações do processo.

*Texto: Moacir Chaves