Capitão do Grêmio explica silêncio após eliminação

Por Alberto 26/04/2016 - 08:04 hs
Foto: Lucas Uebel/Grêmio
Capitão do Grêmio explica silêncio após eliminação
Capitão Maicon afirmou que silêncio serviu para esfriar a cabeça após eliminação

Maicon, na condição de capitão do time do Grêmio, não deu explicação alguma após a eliminação do clube no Campeonato Gaúcho. Coube a Marcelo Grohe - como de costume - explicar o infortúnio. Um dia depois o volante foi aos microfones e disse que preferiu não se manifestar porque estava de cabeça quente. 

"Eu sempre dou a cara para bater, independente de ganhar ou perder. Quando ganhamos do Brasil de Pelotas por 4 a 1, fui questionado que o adversário não tinha oferecido resistência. Depois do 1 a 0 sobre o Toluca, que não fizemos um jogo bom. Sou o capitão, falei outras duzentas vezes. E sempre questionado sobre a equipe não ser tão boa. Estávamos sem perder há 13 jogos, queria ver quem tava assim no Brasil, tirando o Vasco que joga a Série B. Às vezes por questões de jogo, por estar de cabeça quente, eu opto por não falar. Foi o que aconteceu. Outras vezes me aconselharam a não falar. Não é birra ou nada, é para poder analisar com a cabeça fria", disse o marcador. 

Grohe foi o único jogador do Tricolor a conceder entrevistas depois da queda para o Juventude. Em poucas palavras, pregou o aprendizado com a eliminação e a necessidade de dar atenção imediatamente à Libertadores. 

O Grêmio trabalha para o primeiro jogo das oitavas de final da Libertadores. Na quarta-feira às 21h45 (horário de Brasília) terá pela frente o Rosario Central, da Argentina, na Arena.