Qual a dívida do município de Xaxim? - Vereadores do MDB questionam Chefe do Poder Executivo

Qual a dívida do município de Xaxim? - Vereadores do MDB questionam Chefe do Poder Executivo

Por Portal DX 09/02/2018 - 11:59 hs

Mais uma vez, os vereadores da bancada de oposição na Câmara, Ledinho Curtarelli, Gildomar Michelon e Joseane Sampaio, questionaram os reais valores da dívida pública do município de Xaxim. De acordo com eles, com frequência o chefe do Poder Executivo anuncia o pagamento de R$ 10 milhões em dívidas da administração anterior, contudo, até o momento não foi encaminhado à Casa Legislativa relatórios de quais contas foram quitadas e nem os valores.

Ao defender o requerimento, Joseane Sampaio destacou que a sociedade xaxinense merece esse esclarecimento e sugeriu que seja feita uma audiência pública para expor esses valores à comunidade. Ledinho Curtarelli salientou que a dívida é do município de Xaxim e que os vereadores e as pessoas têm o direito de saber qual a conta deixada pela administração passada, já que se fala tanto.

O presidente do Legislativo Xaxinense, Agenor Junior Maier, disse que é justo  que todos fiquem sabendo, inclusive essas informações deveriam estar no Portal da Transparência, no site do município para que a população tenha acesso e saiba quais contas foram pagas, para quais credores e a origem da dívida.

Michelon pede pagamento de progressões aos servidores públicos

Conforme a Lei  128/2013 no mês de fevereiro de 2018, obrigatoriamente deverá ser paga a progressão de 2% por regência de classe à todos os professores, bem como a progressão para os profissionais de suporte pedagógico à docência do ensino municipal de Xaxim. O vereador do MDB, Gildomar Michelon solicita que a Secretaria de Educação e administração analisem essa situação com atenção, pois em recente entrevista aos meios de comunicação local, o Chefe do Poder Executivo, anuncia que possuí dinheiro em caixa e as contas estão equilibradas.

Michelon esclarece quem em fevereiro deveriam ser pagas as progressões aos professores e em março as progressões por cursos. O acumulado até o ano passado de aumento salariais que ficaram para pagar aos profissionais da educação chega a 16,11% e nos próximos meses passará para 18,11%.

Além disso, o vereador também pede que não apenas os profissionais da educação recebam o que é de direito, mas sim todos os funcionários públicos que também possuem perdas a receber.