Mãe que acusou filha de tentar sufocá-la em hospital teria inventado história, aponta polícia

Por Portal DX 16/04/2018 - 08:45 hs

“Acusada de tentar sufocar a mãe internada e ainda roubar dinheiro da mulher, a filha não teria praticado o crime”, informou a Polícia Civil de Joaçaba/SC, relatando que a versão apresentada pela mãe, foi inventada possivelmente pelo uso de ‘forte medicação’.

Na ocasião, a Polícia Militar foi acionada depois que a idosa relatou ter sido agredida pela própria filha, que ainda teria roubado a carteira com cerca de R$ 800. A mãe estava internada no Hospital Universitário Santa Terezinha após ser vítima de um AVC (Acidente Vascular Cerebral).

Segundo o delegado Eduardo Borges, a versão inicial da mulher apontava o crime, mas as investigações identificaram que a filha estava inclusive no município de Erval velho, onde reside, e outras duas pessoas que estavam no quarto com a idosa não viram a acusada no local.

De acordo com informações do site Eder Luiz, de Joaçaba, os pertences que a mãe alegou terem sido roubados pela filha também foram encontrados com a idosa. “O uso de forte medicação bem como notícias relacionadas à prisão de indivíduos em Herval d’Oeste podem ter criado o fato no cérebro da idosa”, disse o delegado, que segue investigando o caso.

Relembre o caso
A filha de uma moradora de Erval Velho, internada no Hospital Universitário Santa Terezinha de Joaçaba após ser vítima de um a AVC (Acidente Vascular Cerebral), agrediu a própria mãe na manhã de terça-feira, dia 10, e ainda furtou a carteira da idosa com cerca de R$ 800. Uma enfermeira acionou a Polícia Militar.

De acordo com o jornalista Caco da Rosa, a vítima relatou que a filha tentou enforcá-la com as mãos quando precisou de ajuda para ir ao banheiro. A garota teria dito que ela está muito velha para continuar vivendo. A filha só parou quando foi surpreendida por outra pessoa. Ela ainda fugiu levando a carteira com os documentos e o dinheiro da aposentadoria da idosa.

A Polícia Militar elaborou um Boletim de Ocorrência e repassou o caso à Polícia Civil e Assistência Social de Erval Velho.