Saiba por que o inverno de 2018 NÃO será o mais frio dos últimos 100 anos

Saiba por que o inverno de 2018 NÃO será o mais frio dos últimos 100 anos

Por Portal DX 24/04/2018 - 16:34 hs

A Epagri/Ciram desmentiu nesta terça-feira (24) a possibilidade de um inverno rigoroso em Santa Catarina. Os profissionais de meteorologia do órgão esclarecem que não há previsão de frio intenso, muito menos de o inverno ser o mais frio dos últimos 100 anos, conforme estão alardeando alguns sites de maneira irresponsável.

De acordo com a Epagri/Ciram, “as condições atmosféricas atuais, de uma La Niña com intensidade fraca, tendem a evoluir para uma condição de neutralidade climática durante os meses do outono. O enfraquecimento do fenômeno vem se confirmando nas últimas semanas, com a diminuição dos valores de anomalia negativa da Temperatura da Superfície do Mar (TSM) e o enfraquecimento dos ventos alísios no Pacífico Equatorial. Considerando essa condição de neutralidade climática, a previsão é de um inverno com frio dentro da normalidade para Santa Catarina em 2018”.

Os meteorologistas analisam que neste início do outono, a temperatura ficou entre próxima e acima da média histórica no Estado. Segundo eles, no inverno catarinense, em anos de normalidade climática, ocorre uma alternância de períodos com temperatura acima da média e períodos com ondas de frio que declinam bruscamente a temperatura. São esperadas pelo menos de uma a três ondas de frio mais intenso, com temperatura abaixo de zero grau nas áreas altas do Estado, em um período de três a cinco dias consecutivo, favorecendo a ocorrência de geada em áreas amplas. A neve também é esperada na região serrana, especialmente entre junho e julho, mas esses episódios com ondas de frio mais intenso são típicos do inverno catarinense.

A Epagri/Ciram ainda destaca que “especuladores do tempo” podem dizer qualquer coisa, uma vez que não serão cobrados profissionalmente por suas declarações. Talvez não tenham condições de dimensionar o impacto de uma informação como essa, que pode fazer com que o setor comerciário estoque roupas de frio, as cidades serranas se preparem para receber um recorde de turistas, os supermercados e restaurantes providenciem estoque de alimentos típicos de uma estação fria. “Antes de qualquer planejamento que dependa do tempo ou clima, consulte os profissionais da meteorologia. Confira sempre a seriedade e veracidade das informações. Certifique-se de que a informação é emitida por quem tem um registro profissional”, alerta o órgão.