Motorista é indiciado por tentativa de homicídio após atropelar crianças em creche

Motorista é indiciado por tentativa de homicídio após atropelar crianças em creche

Justiça converteu em preventiva prisão de motorista que invadiu creche com caminhonete em Chapecó. Condutor de 53 anos havia sido preso em flagrante por estar embriagado. Duas crianças continuam internadas em hospital em Chapecó

Por Portal DX 26/04/2018 - 08:52 hs
Foto: André Zanfonatto/NSC TV

O motorista que invadiu uma creche com uma caminhonete em Chapecó, no Oeste catarinense, teve a prisão em flagrante convertida em preventiva (sem prazo para terminar) pela Justiça, durante audiência de custódia realizada na tarde desta quarta-feira (25). Duas crianças, ambas de 5 anos, que ficaram gravemente feridas, estão internadas numa Unidade de Terapia Intensiva (UTI) infantil. O caso aconteceu na terça (24).

Ele havia bebido antes de dirigir e confessou à polícia que toma medicamentos controlados que não poderiam ser misturados com álcool. Ele foi autuado por seis tentativas de homicídio com dolo eventual (assumiu o risco). Se condenado, a pena mínima passar a ser de 12 anos de prisão. O G1 não conseguiu falar com a defesa dele.

Na decisão por decretar a prisão preventiva, a Justiça entendeu que soltar o motorista poderia representar estímulo a "novas ações da mesma natureza", colocando em risco outras pessoas e que mantê-lo sob custódia é necessário para garantir a ordem pública.

Havia 24 crianças na creche no momento do acidente. Oito delas ficaram feridas, sendo que seis foram levadas para receber atendimento médico. Dessas, quatro já foram liberadas e duas - um menino e uma menina - continuam hospitalizadas. Ela estava com uma hemorragia na cabeça, já controlada. Ele teve traumatismo craniano, porém, está consciente.

O motorista, que foi levado para um presídio regional, mora na mesma rua da creche. O delegado responsável pelo caso, João Miotto, disse que chegou à conclusão de que não se tratava de um "simples acidente de trânsito" ou de uma lesão corporal culposa.

"A gente fez a atuação por crime de 6 tentativas de homicídio com dolo eventual em face da gravidade do crime, da quantidade de álcool que ele tinha no sangue, e também por ele ter informado que já tinha uma pré-disposição, uma doença anterior, tomava remédios controlados, não podia ingerir bebida alcoólica. E dessa forma ele assumiu o risco de consumir bebida alcoólica e conduzir veículo automotor", disse.

A creche fica no Bairro Efapi e tem turmas de manhã e de tarde, totalizando 80 crianças. As aulas estão suspensas e devem ser retomadas na próxima quarta-feira (2).

*g1.sc