Sobe para 12 o número de mortos por gripe A no estado, diz Dive-SC

A maioria dos casos confirmados é de Florianópolis, de idosos e doentes crônicos.

Por Portal DX 19/06/2018 - 08:03 hs

Chega a 12 o número de mortos por gripe em Santa Catarina, conforme o boletim mais recente do Diretoria de Vigilância Epidiomiológica de Santa Catarina (Dive-SC), que compila dados da doença de 31 de dezembro de 2017 a 13 de junho deste ano.

Dos 12 mortos, 6 foram diagnosticados pelo subtipo A (H1N1), 5 pelo subtipo A (H3N2) e 1 (8,3%) está aguardando a subtipagem. A maioria dos pacientes era de idosos ou pessoas com fator de risco associado, como obesidade, portadores de doenças crônicas e bebês.

Até agora, são 136 casos confirmados para Influenza: 112 evoluíram para a cura, 12 morreram e 12 ainda aguardam conclusão da investigação.

Desses casos, 71 foram confirmados para o vírus A(H1N1), 53 pelo vírus A(H3N2), 8 pelo vírus Influenza B e 4 aguardam subtipagem.

Local das mortes
Florianópolis: 3 mortes
Blumenau e Jaraguá do Sul: 2 mortes cada
Leoberto Leal, Nova Trento, São José, São Miguel da Boa Vista e Videira : 1 morte cada.

Cidades com registros confirmados da doença:

Florianópolis: 20 casos.
Blumenau, São José e Tubarão: 13 casos.
Laguna: 7 casos.
Criciúma: 6 casos.
Joinville: 5 casos.
Biguaçu e Ituporanga: 4 casos cada.
Araranguá, Braço do Norte, Itajaí, Jaraguá do Sul e Palhoça, com 3 casos cada; Chapecó, Itapema, Leoberto Leal, Maravilha, Rodeio, Santo Amaro da Imperatriz, Tijucas e Videira: 2 casos cada.
Apiúna, Balneário Camboriú, Brusque, Camboriú, Canelinha, Concórdia, Içara, Irani, Lebon Régis, Nova Trento, Nova Veneza, Pescaria Brava, Porto União, São Bento do Sul, São Ludgero, São Miguel do Oeste, Schroeder e Timbó: 1 caso cada.

Idades
A maioria, 39 casos confirmados, ocorreu com pessoas acima de 60 anos. Vinte e um casos foram diagnosticados em pacientes com idades entre 50 e 59 anos.

Ainda, 18 casos foram identificados em pacientes entre 20 e 29 anos. Outros 12 foram em adolescentes entre 10 e 19 anos.

Além disso, 11 casos foram diagnosticados em crianças menores de 2 anos, 10 casos em pessoas com idades entre 30 e 39 anos, 9 em crianças entre 5 e 9 anos.

Por último, três casos foram de crianças com idades entre 2 e 4 anos.

Dos 136 casos confirmados, 93 apresentaram algum fator de risco associado, 39 eram idosos, 31 eram portadores de doenças crônicas, 11 eram crianças menores de 2 anos, 4 eram gestantes e 8 eram obesos.