Postado em 17 de Maio às 08h12

Dois homens são condenados por latrocínio brutal de casal de idosos no Oeste de SC

PORTAL DX - O melhor da informação da Região Oeste de Santa Catarina Um terceiro réu, Ians Brum Kurek, permanece foragido e ainda não foi julgado pela Justiça. Os dois condenados receberam penas somadas superiores a 112...

Um terceiro réu, Ians Brum Kurek, permanece foragido e ainda não foi julgado pela Justiça. Os dois condenados receberam penas somadas superiores a 112 anos.


Dois dos três homens denunciados pelo Ministério Publico de Santa Catarina (MPSC) pelo violento latrocínio de um casal de idosos no Município de Novo Horizonte foram condenados, nesta terça-feira (14/5). Cristiano Gross de Matos recebeu a pena de 63 anos, um mês e 10 dias de reclusão, e Rodrigo Alves da Silva a reprimenda de 49 anos e 8 meses de reclusão, ambos em regime inicial fechado.

O terceiro denunciado, Ians Brum Kurek, tem a prisão preventiva decretada, mas permanece foragido e ainda não foi julgado. Os outros dois adolescentes envolvidos no fato já foram condenados na seara da infância e juventude e encontram-se cumprindo medida socioeducativa de internação.

De acordo com a denúncia da 1ª Promotoria de Justiça da Comarca de São Lourenço do Oeste - a qual abrange também o município de Novo Horizonte -, no dia 12 de junho de 2018, por volta das 2h, os denunciados Cristiano, Ians e Rodrigo, acompanhados de dois adolescentes, deslocaram-se de Chapecó em um veículo furtado no dia anterior, até a residência das vítimas no município de Novo Horizonte.

O objetivo do grupo era roubar grande quantia de dinheiro que o casal supostamente teria em um cofre na casa. Lá chegando, enquanto um dos adolescentes aguardava no carro, os demais entraram na residência e renderam os idosos. Após localizarem o cofre, os autores passaram a torturar as vítimas para obterem a senha para abri-lo, causando-lhes intenso sofrimento físico e moral.

Não obtendo sucesso com as investidas violentas, acabaram por matar as vítimas por asfixia e, na sequência, colocaram o cofre no veículo do casal e fugiram utilizando os dois carros. Ao chegarem em Chapecó, o veículo que utilizaram para ir a Novo Horizonte apresentou problemas e todos seguiram no carro das vítimas.

Foi então que os criminosos passaram a ser perseguidos por uma guarnição policial, até que bateram o veículo em um poste e iniciaram a fuga a pé. Os dois adolescentes e Cristiano foram presos em flagrante pela polícia, junto com o produto do roubo. Rodrigo foi capturado cerca de dois meses depois, após a polícia receber uma denúncia anônima de seu paradeiro.

Os dois permaneceram presos provisoriamente durante todo o curso da ação penal. Já Ians Brum Kurek está com mandado de prisão preventiva em aberto, uma vez que até o momento não foi encontrado para responder pelo crime que cometeu. Qualquer informação sobre sua localização pode ser informada aos órgãos de segurança pública, inclusive de forma anônima, pelo disque-denúncia 181.

Diante dos fatos e provas apresentados pelo Ministério Público, os dois réus foram condenados pelos crimes de latrocínio e corrupção de menores pelo Juízo de Direito da Comarca de São Lourenço do Oeste. A decisão é passível de recurso. (Ação n. 08.2018.00193687-1)

FOnte: MPSC

Veja também

Policiais Militares e servidor público de SC denunciados por homicídio têm prisão decretada02/09 Foi decretada a prisão preventiva de dois Policiais Militares e um servidor público municipal, denunciados pelo Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) por homicídio triplamente qualificado e violação de domicílio. Os policiais respondem, também, por lesão corporal. Os crimes ocorreram na madrugada do dia de 20 de julho deste ano, quando a......

Voltar para Polícia