Postado em 27 de Novembro às 13h34

Maior número de atropelamentos ocorre fora da faixa de pedestres

Tenente Vilte comenta sobre os cuidados para um tráfego mais seguro.

Por: Cristiane Aline

Xanxerê: Cuidados como, não atravessar a rua utilizando meios de distração, como o celular, por exemplo, olhar para os dois lados e aos motoristas se fazer notar e aproximar-se das faixas de segurança com menor velocidade podem ser ações que contribuem para melhor segurança no trânsito, tanto para pedestres quanto motoristas. Estes cuidados podem evitar casos de atropelamento, que este ano até o mês de novembro já se somaram sete acidentes, destes, quatro ocorreram fora da faixa, e em apenas um caso o veículo foi identificado, ou seja, os demais saíram do local antes da chegada da Polícia Militar.


Segundo o Comandante da 4ª Companhia do 2º batalhão de Policia Militar, Capitão Vilte dos Santos os números mostram que a maioria dos acidentes ocorre fora da faixa, por isso é importante que as pessoas se conscientizem e utilizem a faixa de pedestre que mesmo sendo mais segura, devem-se ter mais alguns cuidados para aumentar a segurança ao atravessar a via. Motoristas também precisam ter atenção para que a travessia do pedestre aconteça realmente de forma segura.


- Mesmo que a travessia seja na faixa destinada para tanto, há necessidade do pedestre primeiramente ter certeza que foi visto pelo condutor do veículo, para posterior iniciar sua travessia. Aos condutores dos veículos é importante que os mesmos ao se aproximar das faixas de pedestres, reduzam a velocidade e dirijam defensivamente, no sentido de ver e ser visto, pois poderá se deparar com pedestres na faixa que não avistou o veículo-.


Outras dicas aos pedestres se referem a não atravessar correndo, nem muito devagar ou ainda parar sobre a faixa e voltar sua atenção somente na travessia, evitando distração.


O Art. 69 estabelece que: Para cruzar a pista de rolamento o pedestre tomará precauções de segurança, levando em conta, principalmente, a visibilidade, a distância e a velocidade dos veículos, utilizando sempre as faixas ou passagens a ele destinadas sempre que estas existirem numa distância de até cinquenta metros dele, observadas as seguintes disposições: Em caso de não ter a faixa, Vilte comenta que é indicado a travessia em linha reta em continuação da calçada, e não adentrar na pista sem antes se certificar de que está visível aos motoristas.


Sobre as ultrapassagens em faixas, Vilte destaca que merece atenção, especialmente de motociclistas que algumas vezes desrespeitam a parada do carro e seguem, colocando em risco a travessia do pedestre.


- A ultrapassagem pela direita, além de ser uma infração de trânsito, causa grande vulnerabilidade ao pedestre que pensa estar protegido quando o veículo está parado para ele fazer a travessia, e não se dá conta de eventual ultrapassagem irregular feita por outro veículo. Vale lembrar que estão sendo monitorados via vídeo-monitoramento e em caso de flagrante, a autuação por infração de trânsito será lavrada-, finaliza Vilte.

Veja também

Voltar para Polícia