Postado em 29 de Janeiro às 10h51

Fecam lamenta morte do ex-desembargador Lédio Rosa de Andrade

Andrade era parceiro com o sistema municipalista, destacadamente na reflexão sobre segurança jurídica com as lideranças políticas municipais

Florianópolis - Com profundo pesar, a Federação Catarinense de Municípios (FECAM) lamenta o passamento do ex-desembargador Lédio Rosa de Andrade, na madrugada da terça-feira (29/1), amigo da justiça e parceiro do municipalismo catarinense.

“Santa Catarina perdeu um homem que testemunhava e resistia. Todavia, o sopro permanente que sustenta as sociedades justas ganha, em espírito, grande simbolismo em esperança e resistência. Lédio e seu extraordinário papel social, alocam, para a construção da sociedade justa, grande contribuição feita por intermédio de trabalho de homem que fazia com exemplos e, assim, rendeu testemunho e compromisso com a justiça e seus serviços à sociedade.

Lédio Rosa de Andrade representava a determinação humana a serviço da justiça e da igualdade. Para a FECAM, materializou, na última fase, empolgada parceria com o sistema municipalista, destacadamente na reflexão sobre segurança jurídica com as lideranças políticas municipais e apoio a causas que tangem o pacto federativo brasileiro.

Que seu exemplo impulsione a sociedade a continuar construindo democracia, lutando por justiça e fazendo um mundo melhor.”

Joares Ponticelli, presidente da Federação Catarinense de Municípios (FECAM)

Veja também

Bolsonaro faz sua primeira viagem ao Nordeste24/05 Foto: Marcelo Casal/Arquivo EBC O presidente Jair Bolsonaro viajou hoje (24) paro o Nordeste em sua primeira visita oficial à região. Em Pernambuco, ele se reúne com governadores, entrega casas populares e deve anunciar recursos para projetos de infraestrutura. Assim que assumiu a Presidência, Bolsonaro estabeleceu um grupo interministerial, comandado pela Casa Civil, para......
OAS deve devolver a Lula dinheiro pago por apartamento do Guarujá26/04 Foto Divulgação O juiz Adilson Aparecido Rodrigues Cruz, da 34ª Vara Cível de São Paulo, determinou ontem (25) que a OAS e a Bancoop paguem ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva 66% da quantia desembolsada......

Voltar para Política